Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da função muscular e dos efeitos maternos e perinatais decorrentes dos exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico em gestantes de baixo risco e portadoras de Diabetes Mellitus Gestacional

Processo: 07/50824-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2007 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Cristine Homsi Jorge Ferreira
Beneficiário:Cristine Homsi Jorge Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde da mulher  Assoalho pélvico  Fisioterapia  Força muscular 

Resumo

Os exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico (EFAP), quando realizados durante a gravidez, potencialmente aumentam a força desse grupo muscular, previnem a incontinência urinária de esforço (IUE), reduzem o período expulsivo do parto e a ocorrência de tocotraumatismos maternos. Os estudos que já testaram essas hipóteses são escassos e os resultados controversos, além de não existirem estudos desta natureza na avaliação de gestantes com Diabetes mellitus Gestacional (DMG). Os objetivos primários desta pesquisa são avaliar o impacto do exercício de contração da musculatura do assoalho pélvico no seu fortalecimento e na sua atividade eletromiográficaa, bem como as repercussões maternas e fetais acarretadas pelos mesmos em gestantes de baixo risco e com DMG. O programa de exercícios será realizado pelas gestantes dos grupos experimentais uma vez por semana sob supervisão de fisioterapeutas. As mulheres dos grupos controle receberão assistência pré-natal rotineira e serão avaliadas nos mesmos periodos estabelecidos. Com 20, 36 semanas de IG e 6 semanas após o parto, a força e atividade eletromiográfica de superficie da musculatura do assoalho pélvico serão mensuradas utilizando respectivamente um perineômetro e um eletromiógrafo. A partir de 28 semanas de IG será realizado exame ultra-sonográfico quinzenalmente. Será monitorizada a freqüência cardíaca materna, pressão arterial materna, temperatura e níveis glicêmicos maternos antes, durante e depois dos exercícios. A verificação da normalidade das distribuições será realizada utilizando o teste de Kolmogoroff-Smirnoff e para as comparações intra-grupos será utilizado o teste T de Student. Por sua vez, nas comparações inter-grupos, será utilizado o teste ANOVA com pós-teste de Tukey para as variáveis quantitativas e o teste Qui-quadrado para as variáveis qualitativas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, CRISTINE H.; NALDONI, LUCIANE M. V.; RIBEIRO, JULIANA DOS SANTOS; MEIRELLES, MARIA CRISTINA C. C.; CAVALLI, RICARDO DE CARVALHO; BO, KARI. Maternal blood pressure and heart rate response to pelvic floor muscle training during pregnancy. ACTA OBSTETRICIA ET GYNECOLOGICA SCANDINAVICA, v. 93, n. 7, p. 678-683, JUL 2014. Citações Web of Science: 3.
SOUZA, FLAVIANE DE OLIVEIRA; RIOS DIAS, LETICIA ALVES; FRANCO, MAIRA DE MENEZES; DE OLIVEIRA GUIRRO, ELAINE CALDEIRA; CAVALLI, RICARDO DE CARVALHO; DA SILVA LARA, LUCIA ALVES; JORGE FERREIRA, CRISTINE HOMSI. Assessment of Female Sexual Function in Pregnant Women with Gestational Diabetes Mellitus. Journal of Sexual Medicine, v. 10, n. 5, p. 1350-1354, MAY 2013. Citações Web of Science: 6.
DIAS, LETICIA A. R.; DRIUSSO, PATRICIA; ALTA, DANIELLA L. C. C.; QUINTANA, SILVANA M.; BO, KARI; FERREIRA, CRISTINE H. J. Effect of pelvic floor muscle training on labour and newborn outcomes: a randomized controlled trial. BRAZILIAN JOURNAL OF PHYSICAL THERAPY, v. 15, n. 6, p. 487-493, NOV-DEC 2011. Citações Web of Science: 19.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.