Busca avançada
Ano de início
Entree

Variabilidade genética nos genes do sistema tioredoxina e TXNIP e fatores de risco e doença cardiovascular na população brasileira

Processo: 07/51234-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2007 - 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Beneficiário:José Eduardo Krieger
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/03331-2 - Variabilidade genética nos genes do sistema tioredoxina e TXNIP e fatores de risco e doença cardiovascular na população brasileira, BP.TT
Assunto(s):Diabetes mellitus  Estresse oxidativo  Hipertensão 

Resumo

Hipertensão, diabetes e obesidade, são doenças complexas que constituem grande fator de risco às doenças cardiovasculares. Vários estudos têm sido realizados, sem genes candidatos, com o objetivo de determinar marcadores com potencial preditivo à doença e fatores de risco cardiovascular. O Sistema tioredoxina está envolvido em importantes processos da homeostase cardiovascular. Em especial, suas duas mais importantes proteínas (tioredoxina/TXN e tioredoxina redutase/TXNRD1) em interação com a proteína TXNIP são vias centrais nesse processo, regulando a expressão de diversos genes em resposta a estresse oxidativo ou sinalização de vias de relevância para o sistema como, por exemplo, o shear stress. O presente projeto de pesquisa objetiva determinar o potencial preditivo de marcadores polimórficos nos genes TXNIP e TXN através de sua associação com fatores de risco e eventos cardiovasculares em amostras de indivíduos selecionados na população brasileira. Estima-se quantificar a variabilidade interindividual da expressão gênica do TXNIP, TXNRD1 e TXN em resposta ao shear stress em tecido vascular humano e determinar haplótipos, com potencial preditivo relacionados aos fenótipos propostos. O conhecimento de fatores de risco genético para doenças cardiovasculares na população brasileira pode contribuir de forma importante no melhor desenvolvimento de algoritmos diagnósticos e prognósticos mais específicos e custos-benéficos. (AU)