Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do treinamento fisico resistido durante o periodo de hospitalizacao na melhora clinica, funcional e e quantidade de vida em pacientes com doenca pulmonar obstrutiva cronica

Resumo

Os pacientes com DPOC apresentam uma redução da força muscular conseqüente de uma combinação de fatores tais como a terapia crônica de corticosteróides, alterações metabólicas, inflamação sistêmica e a inatividade física. A hospitalização tem um impacto negativo na força muscular que está associada com o processo inflamatório sistêmico que este paciente apresenta. Objetivos: Verificar, a curto e médio prazo, o efeito do treinamento físico resistido na atividade inflamatória sistêmica, força muscular, capacidade física e qualidade de vida de pacientes DPOC hospitalizados. Métodos: Este estudo prospectivo, randomizado e controlado avaliará 40 pacientes portadores de DPOC internados na enfermaria da Clínica Médica do Hospital Universitário da USP por exacerbação da doença. Os pacientes serão avaliados no 2° dia de internação, na alta hospitalar e 30 dias após. Serão avaliadas a força dos membros inferiores e superiores, a função pulmonar, o índice de gravidade BODE, a inflamação sistêmica (IL-6, IL-8, TNF-α e PCR), dispnéia, atividade física baseada na aceleração e questionário dos fatores relacionados à qualidade de vida. Após a avaliação inicial serão divididos em 2 grupos: controle e treinamento resistido. O treinamento resistido será feito nos membros superiores e inferiores através do levantamento de pesos, com 2 séries de 8 repetições cada numa intensidade de 80% da carga máxima a ser atingida ao longo do treinamento. A análise estatística será realizada utilizando-se o teste de análise de variância para medidas repetidas de um fator e o valor de p será ajusta para 5% (p<0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)