Busca avançada
Ano de início
Entree

Remoção biológica de compostos sulfurosos em biorreator operado em batelada e batelada alimentada sequenciais com recirculação da fase líquida e biomassa imobilizada

Processo: 07/52072-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:José Alberto Domingues Rodrigues
Beneficiário:José Alberto Domingues Rodrigues
Instituição-sede: Escola de Engenharia Mauá (EEM). Instituto Mauá de Tecnologia. São Caetano do Sul , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento biológico  Reatores biológicos  Reatores anaeróbios  Reatores anaeróbios em bateladas sequenciais  Efeitos da temperatura 

Resumo

A Escola de Engenharia Mauá do Instituto Mauá de Tecnologia (EEM/IMT) desenvolve, desde 02/2006, o Projeto Temático "Desenvolvimento de Sistemas Combinados de Tratamento de Águas Residuárias, Visando à Remoção de Poluentes e à Recuperação de Energia e de Produtos dos Ciclos de Carbono, Nitrogênio e Enxofre" (Processo FAPESP nº 05/51.702-9), juntamente com a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP) e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Este projeto tem como escopo principal o aprofundamento no estudo de novas configurações de sistemas de tratamento de águas residuárias baseados em reatores anaeróbios, visando ao estabelecimento de bases racionais e critérios para projeto e aumento de escala destes reatores a partir dos fundamentos da engenharia de processos, bioquímica e microbiologia. Diversos reatores e sistemas de tratamento estão sendo avaliados, tendo como base os ciclos do carbono, enxofre e nitrogênio. Neste contexto, o objetivo principal deste projeto é a operação de um biorreator em batelada sequencial, com recirculação da fase líquida e biomassa imobilizada em suporte inerte, aplicado à remoção de compostos de enxofre de uma água residuária sintética. Especificamente, serão analisadas as influências da razão DQO/[SO42-], da fonte de carbono utilizada como doadora de elétrons, das estratégias de alimentação (batelada e batelada seguida de batelada alimentada) e aeração (etapa de oxidação do sulfeto a enxofre elementar), do tempo de operação (períodos de alimentação em batelada alimentada e de aeração), e da temperatura sobre a estabilidade e a eficiência do processo de remoção. Para tanto, faz-se necessária a aquisição de alguns equipamentos e materiais (bombas, buretas digitais, agitadores magnéticos, reagentes e vidrarias) para a montagem do sistema e execução das análises requeridas. Além disso, projetos em andamento (Mestrados: processos FAPESP nº 05/57.139-4 e 06/58.681-0 e CNPq-SHS-EESC-USP) e outros a serem solicitados também serão beneficiados. (AU)