Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do tratamento prolongado com etanol sobre a sinalização da via do AMPc em camundongos adolescentes e adultos

Processo: 07/53848-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2007 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Rosana Camarini
Beneficiário:Rosana Camarini
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Adolescentes  Fator neurotrófico derivado do encéfalo  Etanol 

Resumo

A exposição repetida de baixas doses de álcool aumenta a resposta locomotora, induzindo sensibilização comportamental, um fenômeno usado como modelo de dependência, mediado pelo sistema dopaminérgico mesolímbico. Evidências mostram uma variabilidade de resposta às drogas de abuso, dependendo da idade. Camundongos adolescentes são menos responsivos ao efeito agudo da anfetamina e cocaína, porém, apresentam uma sensibilização locomotora mais proeminente. O etanol promove liberação de dopamina no núcleo accumbens tanto em roedores quanto em humanos. A via de ativação do AMPc é regulada por vários,sistemas, dentre eles o dopaminérgico. O aumento da ativação da via do AMPc que ocorre em reposta à administração de drogas de abuso, e a conseqüente ativação do CREB (elemento de ligação a proteínas de resposta ao AMPc), parecem mediar vários aspectos da dependência. O tratamento crônico com doses altas de etanol diminui a atividade da adenilato ciclase e da proteína quinase A e diminui a expressão da proteína Gs em cérebro de roedores. Além disso, tanto a administração aguda quanto crônica de etanol alteram os níveis de fosforilação do CREB. A indução de delta-fosB ocorre como uma forma de neuroadaptaçao após administração repetida de drogas de abuso. Um dos alvos do delta-fosB é o fator nuclear kappaB (NF-kB), que regula inúmeros processos celulares. A administração aguda de etanol aumenta a atividade da subunidade p65 do NF-kB na astroglia de humanos, sugerindo um envolvimento do NF-kB nos efeitos deletérios do etanol. Usando a sensibilização comportamental como modelo de dependência, este trabalho propõe o estudo das alterações neuroquímicas e moleculares induzidas pela administração prolongada de etanol em animais adolescentes e adultos. Será estudada também a expressão gênica do BDNF, que é regulado por estes fatores de transcrição. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMARINI, ROSANA; PAUTASSI, RICARDO MARCOS. Behavioral sensitization to ethanol: Neural basis and factors that influence its acquisition and expression. Brain Research Bulletin, v. 125, p. 53-78, JUL 2016. Citações Web of Science: 22.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.