Busca avançada
Ano de início
Entree

Quimioprevencao pelo oleo de mentrasto (ageratum conyzoides) no crescimento de aspergillus flavus e na producao de aflatoxinas.

Resumo

Óleos essenciais são utilizados na farmacologia, na fitopatologia para solucionar os problemas de sanidade de diversas culturas controlando doenças e pragas; na indústria alimentícia para a preservação de alimentos. Grãos e cereais são expostos, no campo, a uma ampla variedade de microorganismos. Dentre estes microrganismos, os fungos podem causar uma série de danos aos grãos durante o plantio, na colheita e no armazenamento, causando grande impacto econômico. A espécie Aspergillus flavus é produtora de aflatoxinas, sendo conhecidas por contaminar várias culturas, tanto no pré, como no pós-colheita. Os produtos agrícolas com alto risco de contaminação por aflatoxinas são amendoim, milho, sementes de algodão, etc. As rações para consumo animal, também podem ser contaminadas por aflatoxinas, e levar a intoxicações agudas ou crônicas, podendo levar animais à morte. Assim, o controle do crescimento de A. flavus e da produção de Aflatoxinas, utilizando substâncias naturais, vem sendo estudado no sentido de resolver não só os problemas da sanidade vegetal e animal, mas também amenizar o impacto ambiental, que os tratamentos convencionais apresentam. Estudos preliminares realizados em nosso laboratório mostraram que o óleo essencial de Ageratum conyzoides (mentrasto), possui potencial efeito inibidor de crescimento do fungo A. flavus. Assim propomos estudar a composição química e avaliar o potencial do óleo de A. conyzoides, em inibir o crescimento e a produção da aflatoxina B1 em cultura de A. flavus. (AU)