Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das características acústicas dos tecidos biológicos durante a aplicação de ultrassom fisioterapêutico

Processo: 07/55173-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Carlos Dias Maciel
Beneficiário:Carlos Dias Maciel
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Cicatrização  Terapia por ultrassom  Fisioterapia  Análise quantitativa 

Resumo

O Programa de Pós-Graduação em Bioengenharia da EESC - USP (PPG Bioengenharia) possui longa tradição no estudo da interação do ultrassom com tecidos biológicos. Esses estudos iniciaram na década de 70 com os trabalhos do Professor Luiz Duarte [Duarte, 1977] sobre a formação de calo ósseo e aceleração do processo de cicatrização de fraturas. Atualmente, são realizados diversos estudos na área de interação de agentes físicos em tecidos biológicos objetivando o melhor entendimento sobre o tema. Além de estudos qualitativos para a avaliação do processo de cicatrização do tecido ósseo ou mole, alguns trabalhos estão sendo realizados de forma a entender quais são os mecanismos biológicos que são mais afetados pela exposição ao campo ultrassônico [Leite, 2006, Vieira, 2007]. Este trabalho se situa nesta área de pesquisa porém o seu enfoque é desenvolver métodos quantitativos para a avaliação dos tecidos biológicos que atualmente estão sendo realizados pelos alunos do PPG Bioengenharia. O desenvolvimento científico tem ampliado a utilização do ultra-som como a principal técnica de caracterização de materiais biológicos (ou não-biológicos) em analise não destrutiva com alto desempenho e baixo custo. O principal tema que esta pesquisa pretende abordar é a condição de exposição do tecido irradiado durante as seções de fisioterapia, utilizando modelos de propagação não-linear e parâmetros acústicos convencionais em meios estratificados combinando técnicas de inspeção ultrassônica do tipo pulso-eco. Pretende-se realizar experimentos em phantoms e tecidos biológicos de porco avaliando os parâmetros: atenuação, retroespalhamento e B/A (não-linear) e determinando possíveis correlações com alterações da microestrutura. (AU)