Busca avançada
Ano de início
Entree

Io: sensor inteligente para aplicações no setor elétrico

Processo: 01/13296-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2003 - 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
Pesquisador responsável:Bruno Abrantes Basseto
Beneficiário:Bruno Abrantes Basseto
Empresa:ADTS Soluções em Automação e Engenharia Ltda
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):03/07803-0 - IO: sensor inteligente para aplicações no setor elétrico, BP.PIPE
Assunto(s):Sistemas elétricos de potência  Sensores inteligentes  Sistema de aquisição de dados 

Resumo

A expansão do setor elétrico brasileiro tem sofrido diversas restrições que o aproximam do limite instalado e da operação em condições críticas. Diante disso, revelam-se essenciais os sistemas de monitoramento automático mais efetivos, com o suporte de sistemas informáticos avançados, capazes de auxiliar os operadores na geração, transmissão e distribuição. Com informações precisas oferecidas por tais conjuntos de recursos, o planejamento de investimentos ou a programação de reparos podem ser realizados de forma muito mais eficiente e efetiva. A proposta de desenvolvimento de sensores inteligentes, chamados Io, dedicados ao monitoramento de equipamentos de potência, oferece uma alternativa muito promissora a vários dos problemas enfrentados atualmente pelo setor elétrico. O emprego de equipamentos de aquisição de dados pequenos e de baixo custo, instalados nas proximidades dos transdutores dos sinais a serem monitorados, pode simplificar sensivelmente os sistemas de condicionamento de sinais e reduzir o cabeamento necessário, contribuindo muito para a redução do custo total. Tais sensores, por possuírem capacidade de armazenamento local de dados e por serem interconectados em um sistema expansível em rede de fibra óptica, que oferece uma grande imunidade ao ruído eletromagnético, constituem uma solução flexível e eficiente. Como tais dispositivos agregam microprocessadores, eles oferecem capacidade local de processamento, podendo reduzir enormemente o volume de informações trocadas entre os diversos componentes do sistema de diagnóstico, entre outras vantagens. A integração de tais sensores inteligentes ao sistema de diagnóstico preditivo deverá permitir uma redução significativa nos custos relacionados aos sistemas de aquisição de dados em campo e também uma sensível melhoria de desempenho do sistema como um todo, com o aumento da capacidade de processamento local das unidades de aquisição de dados inteligentes. (AU)