Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição a petrologia e a geoquímica do magnetismo alcalino da Plataforma Sul Americana

Processo: 07/57461-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2008 - 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Celso de Barros Gomes
Beneficiário:Celso de Barros Gomes
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Rochas alcalinas  Petrologia ígnea  Geoquímica  Carbonatitos 

Resumo

O magmatismo alcalino tem sido objeto de investigação sistemática do ponto de vista petrológico e geoquímico por parte de um grupo de pesquisadores que conta principalmente com representantes do Brasil e da Itália. Esses trabalhos, iniciados na segunda metade da década dos 80, já em muito contribuíram para o melhor conhecimento das numerosas ocorrências existentes na região meridional do Brasil e em países vizinhos. Em que pese o avanço registrado, particularmente como resultado do apoio financeiro prestado pela Fapesp no âmbito do projeto temático "A evolução do magmatismo alcalino na Plataforma Sul-Americana: implicações petrogenéticas e geodinâmicas", Proc. 01/10714-3, em fase de encerramento) - que teve como principal e mais importante produto científico o livro Mesozoic to Cenozoic alkaline magmatism in the Brazilian Platform, publicado, em 2005, pela Edusp em parceria com a Fapesp -, o grau de conhecimento sobre essas rochas ainda é considerado insatisfatório, além de muito heterogêneo. Diversos fatores têm contribuído para que esse estado de coisas ainda se mantenha: a) o grande número de ocorrências, sendo que algumas ainda são pouco conhecidas do ponto de vista geológico; b) as condições de trabalho altamente desfavoráveis presentes em muitas delas, como indicado pelo acesso precário, vegetação cerrada e topografia acidentada; c) a insuficiência, ou mesmo inexistência, de informações geológicas básicas; d) o grau de intemperismo elevado, dificultando sobremaneira a obtenção de informações sobre a geologia de superfície e a coleta de amostras frescas. Do exposto decorre a necessidade de dar prosseguimento a essa linha de pesquisa, a ser feito dentro de um enfoque cada vez mais abrangente, de forma a incluir na investigação sistemática as rochas alcalinas existentes nos países vizinhos, em especial na Bolívia, Paraguai e Uruguai. A reunião dos dados, alguns já disponíveis e a serem produzidos, sobre esse conjunto de ocorrências irá certamente proporcionar uma visão mais completa sobre o comportamento desse magmatismo e a apresentação de elementos importantes para a sua melhor compreensão e entendimento de sua origem e evolução. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RUBERTI, EXCELSO; ENRICH, GASTON E. R.; AZZONE, ROGERIO G.; COMIN-CHIARAMONTI, PIERO; DE MIN, ANGELO; GOMES, CELSO B. The Banhado Alkaline Complex, Southeastern Brazil: source and evolution of potassic SiO2-undersaturated high-Ca and low-Ca magmatic series. MINERALOGY AND PETROLOGY, v. 104, n. 1-2, p. 63-80, JAN 2012. Citações Web of Science: 9.
GOMES, C. B.; VELAZQUEZ, V. F.; AZZONE, R. G.; PAULA, G. S. Alkaline magmatism in the Amambay area, NE Paraguay: The Cerro Sarambi complex. Journal of South American Earth Sciences, v. 32, n. 1, p. 75-95, JUL 2011. Citações Web of Science: 4.
AZZONE, ROGERIO GUITARRARI; RUBERTI, EXCELSO; ENRICH, GASTON E. R.; GOMES, CELSO B. Zr- AND Ba-RICH MINERALS FROM THE PONTE NOVA ALKALINE MAFIC-ULTRAMAFIC MASSIF, SOUTHEASTERN BRAZIL: INDICATION OF AN ENRICHED MANTLE SOURCE. CANADIAN MINERALOGIST, v. 47, n. 5, p. 1087-1103, OCT 2009. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.