Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia molecular dos receptores opióides na substância cinzenta periaquedutal lateral de ratas: efeitos do tratamento com agonistas opioidérgicos durante o período gestacional

Resumo

O surgimento e a manutenção do comportamento maternal (CM) são controlados pela interação de fatores ambientais, bioquímicos, hormonais e neurais. Mudanças hormonais que ocorrem no final da gestação e durante a lactação, como a alteração dos níveis de estrógeno, progesterona, prolactina, ocitocina, b-endorfina entre outros são necessárias para o estabelecimento e a expressão desse importante comportamento. A estimulação opioidérgica decorrente do tratamento com morfina em fêmeas reprodutoras gera efeitos tardios diferenciados de acordo com o estado fisiológico no momento do tratamento. Resultados recentes mostram que a ativação opioidérgica da substância cinzenta periaquedutal (PAG) lateral estimula o comportamento de caça predatória de ratas lactantes e quando esta região é lesionada, o CM é restabelecido. Em função disto foi proposto um novo papel funcional para a PAG lateral como um sítio de seleção de respostas motivacionais em ratas lactantes e torna-se importante investigar se modulações farmacológicas promoveriam alterações no CM em ratas lactantes e se esse fenômeno seria mediado por ações específicas dos três subtipos de receptores opióides mais estudados na PAG lateral. A hipótese para o estudo é a de que a expressão dos genes que codificam para esses receptores na PAG lateral, e dos seus produtos protéicos, seria modulada pela estimulação opioidérgica ao final da prenhez, com possíveis implicações para a seleção de comportamentos durante a lactação, como o maternal, imprescindível para a sobrevivência da espécie. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)