Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de possíveis mutações do gene PI3KCA e Akt3 em pacientes com câncer de tiróide

Processo: 10/08665-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Laura Sterian
Beneficiário:Laura Sterian
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia  Neoplasias da glândula tireoide  Mutação  Análise de sequência de DNA 

Resumo

Nódulos da tiróide são um achado muito comum e a grande maioria é benigna. No entanto, indicadores de incidência de câncer do mundo todo, incluindo o Brasil, mostram que o número de pacientes com câncer diferenciado da tiróide tem aumentado significativamente. Portanto o estudo das vias moleculares engajadas na carcinogênese deste câncer faz-se extremamente necessários nos dias atuais. A ativação da via PI3K/Akt é um evento comum em vários cânceres, incluindo neoplasias tiroidianas. A proteína Akt está diretamente ativada em resposta ao PI3K e é a principal proteína efetora de PI3K em cânceres, levando a um aumento do crescimento celular e da sobrevivência. Já PTEN é um gene supressor tumoral que regula negativamente a via PI3K/Akt. Com isso, evidências genéticas sugerem fortemente que a via PI3K/PTEN/AKT constitui uma importante cascata de sinalização também na carcinogênese da tiróide. Estudos recentes revelaram alta freqüência de mutações somáticas e amplificações de PIK3CA em cânceres humanos, principalmente cólon e reto, gástrico, mama, ovário e cérebro. Estas mutações são encontradas, principalmente, nos éxons 9 e 20. Porém, ainda não existem relatos de mutações de PIK3CA em câncer da tiróide na população brasileira. A quantificação da expressão protéica de PTEN em células neoplásicas de tecidos, assim como o seqüenciamento de PI3KCA e AKT e a comparação com nossos dados prévios de PTEN, poderiam auxiliar na compreensão dos mecanismos envolvidos no CDT e talvez servir como marcadores tumorais para diagnósticos e prognósticos, o que poderia ser de grande valia para o estabelecimento de diferentes estratégias terapêuticas. Este projeto tem como objetivo identificar mutações do gene PI3KCA nos éxons 9 e 20 e analisar a expressão protéica de PTEN em pacientes com nódulos tiroidianos benignos e malignos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.