Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade e endemismo de Diptera (Insecta) em um fragmento de Floresta Atlântica semidecídua, em Sertãozinho, SP

Processo: 09/54497-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2010 - 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Vera Cristina Silva
Beneficiário:Vera Cristina Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):10/07105-4 - Diversidade e endemismo de Diptera (Insecta) em um fragmento de Floresta Atlântica Semidecídua, em Sertãozinho, SP, BP.TT
Assunto(s):Diptera 

Resumo

Este projeto de Auxílio à Pesquisa faz parte do contexto de dois projetos de pesquisa que receberam auxílio financeiro da FAPESP e que se inserem dentro da linha de Projetos especiais - Programa BIOTA: (1) "Biota fragmentos", que se propõe a inventariar vários grupos taxonômicos, incluindo invertebrados terrestres do noroeste do estado de S. Paulo (Proc. 2004/04820-3); (2) "Biota-Diptera" (Proc. 2003/10.274-9), que visa delimitar áreas de endemismo de grupos de Diptera na Floresta Atlântica, aplicando métodos de análise filogenética e biogeográfica, a fim de detectar a existência ou não de padrões biogeográficos congruentes, estabelecendo as causas responsáveis por eles. O presente pedido de auxílio tem por objetivos conhecer e caracterizar a fauna de dípteros (Insecta: Diptera) de um fragmento de Floresta Atlântica Semidecídua, em Sertãozinho, SP, com relação à sua diversidade e riqueza de espécies, testando a hipótese de que os elementos de Diptera em Matas Mesofoliáceas Semidecíduas correspondam a elementos endêmicos, separados da diversidade da Floresta Atlântica na Serra do Mar. Para tanto, serão realizadas coletas padronizadas de exemplares de dípteros utilizando dois tipos de armadilha, além de varredura com rede entomológica, em coletas quinzenais, ao longo de dois anos. Os adultos de Diptera serão triados em três grandes grupos, a serem trabalhados individualmente em três laboratórios de pesquisa (UNESP/ Jaboticabal; USP/RP e USP/SP) pelos pesquisadores participantes deste Auxílio (Dra. Vera C. Silva; Dr. Dalton de S. Amorim e Dr. Carlos J. E. Lamas). Os dados de distribuição geográfica irão implementar os dados do Projeto "Biota Fragmentos" e, também, contribuirão para uma análise biogeográfica, no contexto da análise geral do Projeto "Biota-Diptera", com a delimitação de endemismos nas famílias em foco e com o estabelecimento da relação entre as áreas onde elas se distribuem. (AU)