Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunolocalizacao e quantificacao da proteina cyr61 no trato reprodutor da femea canina (canis familiaris), nas diferentes fases do ciclo estral e acometidas por piometra, submetidas a ovariohisterectomia.

Resumo

O ciclo estral dos canídeos apresenta características que' outras espécies não possuem. O ciclo completo sofre influência de vários hormônios, desencadeando transformações estruturais, bioquímicas e funcionais. Portanto, estudar as características e transformações teciduais em amostras normais é de fundamental importância para posterior comparação com tecidos acometidos por afecções. A proteína CYR61 apresenta níveis altos em resposta a diversos fatores orgânicos, entre eles, fatores de crescimento, angiogênese, condrogênese, divisão celular e estrógeno no tecido uterino. Estudos recentes demonstraram ativação desta proteína em diversas enfermidades como arteriosclerose, trombose, prostatopatias, endometriose e especialmente câncer de mama. As técnicas de imunohistoquímica e imunocitoquímica têm sido largamente utilizadas em pesquisas para identificação de proteínas e patógenos em tecidos. O objetivo deste trabalho é identificar e quantificar a proteína CYR61, através de imunohistoquímica e imunocitoquímica, em tecidos ovarianos e uterinos de cadelas sadias atendidas e submetidas a ovariohisterectomia eletiva no Hospital Veterinário "Governador Laudo Natal" da FCAV/UNESP, nas diferentes fases do ciclo estral. Serão analisadas 60 lâminas de citologia vaginal para identificação da fase do ciclo estral e amostras de tecidos ovarianos e uterinos submetidas ás técnicas de imunohistoquímica e imunocitoquímica, sendo 15 amostras de cada fase do ciclo estral. As amostras serão avaliadas por meio de microscopia óptica e fotografadas para posterior avaliação em programa específico para este tipo de análise. Os dados numéricos serão utilizados para as analises estatísticas. (AU)