Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do permutador de calor e umidade em associação com sistema de ar forçado aquecido ou aquecimento de soluções parenterais na prevenção de hipotermia intra-operatória em pacientes obesos e não obesos

Processo: 08/53271-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Jose Reinaldo Cerqueira Braz
Beneficiário:Jose Reinaldo Cerqueira Braz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Anestesiologia  Hipotermia  Aquecimento  Obesidade 

Resumo

Em decorrência dos potenciais efeitos nocivos da hipotermia no paciente cirúrgico, como tremores, prolongamento de ação dos anestésicos, coagulopatias e prolongamento do tempo de recuperação pós-operatória e da hospitalização, vários métodos de tratamento de hipotermia no perioperatório foram propostos. A técnica de anestesia venosa total sabidamente leva a maior diminuição da temperatura central no intra-operatório em virtude do efeito vasodilatador do propofol e vem se popularizando cada vez mais pela possibilidade de sua utilização pelo método da infusão alvo-controlada. Os pacientes obesos, em relação aos não obesos, apresentam menor incidência de hipotermia no intra-operatório. Este estudo visa determinar a eficácia de uma combinação de métodos para combater a hipotermia intra-operatória em anestesia venosa total em pacientes obesos e não obesos. Serão estudados 60 pacientes ASA I e II, do sexo feminino, submetidas a cirurgias abdominais, alocadas aleatoriamente em 4 grupos: Grupo 1- uso do PCU e aquecimento dos membros inferiores (MMII) por técnica de insuflação de ar aquecido em pacientes não obesas; Grupo 2- uso de permutador de calor e umidade (PCU) e aquecimento dos MMII em pacientes obesas; Grupo 3 - uso de PCU e aquecimento das soluções de hidratação em pacientes não obesas; e Grupo 4 -uso de PCU e aquecimento das soluções de hidratação em pacientes obesas. Serão comparados temperatura central, pressões arteriais sistólica, diastólica e média, freqüência cardíaca, índice de profundidade da hipnose, tempo de desintubação traqueal, dose total de propofol e remifentanil, temperatura central na chegada à sala de recuperação anestésica, intervalo de tempo para a temperatura central atingir 36°C e incidência de tremores. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, L. A.; BRAZ, L. G.; KOGA, F. A.; KAKUDA, C. M.; MODOLO, N. S. P.; DE CARVALHO, L. R.; VIANNA, P. T. G.; BRAZ, J. R. C. Comparison of peri-operative core temperature in obese and non-obese patients{*}. ANAESTHESIA, v. 67, n. 12, p. 1364-1369, DEC 2012. Citações Web of Science: 15.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.