Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da imunidade ativa de cães primovacinados (Fuenzalida & Palacios) no intervalo de campanhas de vacinação antirrábica no município de Botucatu / SP

Resumo

A raiva é uma zoonose de distribuição mundial, causada por um vírus do gênero Lyssavirus transmitida ao homem por mamíferos pela inoculação do vírus rábico existente na saliva do animal infectado. Após o início dos sintomas, é fatal tanto para os homens como para os animais. Mundialmente, o cão é responsável por 99% dos casos de raiva humana e por 92% dos tratamentos pós-exposição. Também no Brasil, o cão raivoso é historicamente o responsável por 57% das mortes humanas. Morreram no País, entre 1999 e 2008, de raiva, 238 pessoas, sendo 143 destas mortes atribuídas a esse animal. A raiva canina tem sido controlada pela imunização massal por meio de campanhas anuais de vacinação dos cães que são, por conseqüência, a melhor proteção à saúde humana. Essa profilaxia é realizada, ininterruptamente, desde 1968 no município de Botucatu, SP sendo o primeiro Município do Estado e ter essa vacinação massal. Com o objetivo de avaliar a imunidade vacinal em cães primovacinados, o presente estudo será realizado em duas campanhas anuais de vacinação. Os cães primovacinados, num total de 400, serão escolhidos aleatoriamente durante a realização da campanha 2009. O título de anticorpos para a raiva será detectado pela técnica de Inibição de Focos de Fluorescência Rápida - RFFIT. Os títulos séricos encontrados serão tabulados para posterior análise estatística qualitativa, utilizando-se o teste qui - quadrado e coeficiente de Yule. A variável será considerada significativa quando p<0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)