Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação imunoistoquímica e genômica de receptores endometriais de estrógeno (a e b), de progesterona (isoformas A e B) e de ocitocina de vacas Nelore (Bos taurus indicus) em anestro induzido, em ciclo curto e durante o primeiro ciclo estral normal

Resumo

Inúmeros estudos realizados a cerca da fertilidade no anestro pós-parto e no ciclo curto mostram a importância do assunto para a sociedade científica e para a produção mundial pecuária, buscando solucionar os baixos índices reprodutivos do rebanho brasileiro. Estes estudos pretendem compreender a fisiologia, a endocrinologia e a expressão de receptores de progesterona, estrógeno e ocitocina em vacas. Desta forma hipotetizou-se uma regulação autócrina e parácrina dos hormônios esteróides no endométrio. Este trabalho tem como objetivo estudar as dinâmicas endócrina, de desenvolvimento folicular e de expressão gênica e protéica dos receptores endometriais de estrógeno (RE) ± e ², de progesterona (RP) (isoformas A e B) e de ocitocina (ROT) de vacas Nelore (Bos taurus indicus) em vacas no anestro pós-parto e submetidas a um protocolo de indução de anestro com implantes de Deslorelina (Agonista de GnRH), durante o anestro induzido pela Deslorelina e o primeiro ciclo estral pós-anestro induzido (ciclo curto). Para tanto, serão utilizadas 30 vacas no anestro pós-parto e sincronizados o estro de outras 15 vacas Nelore com ciclos estrais regulares, e posterior indução do anestro pela inserção do bioimplante de Deslorelina, e coletado fragmentos endometriais dos animais monitorados diariamente por ultra-sonografia ao longo do anestro induzido e do primeiro ciclo estral pós-anestro induzido (ciclo curto). Estas biopsias serão destinadas à realização de imunoistoquímica e do RT-PCR. Serão colhetadas amostras de sangue diárias por punção dos vasos coccígeos durante todo o período experimental para dosagem plasmática de estradiol e progesterona. Para todas as variáveis estudadas serão calculados a média e os desvios padrão como medidas, respectivamente, da tendência central e variabilidade dos dados. Para análise das variáveis será empregado o procedimento MIXED do SAS, com os efeitos relacionados aos dias considerados como medidas repetidas no tempo. A comparação de médias será realizada através de análise de variância. Para todas as análises será adotado o nível de significância de 95% (d 0,05). (AU)