Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção microbiológica e molecular de Staphylococcus aureus em amostras de leite bovino obtidas de tanques de expansão: correlação com a presença de resíduos de antibióticos

Processo: 08/02935-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Paulo Francisco Domingues
Beneficiário:Paulo Francisco Domingues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Staphylococcus aureus  Mastite bovina  Enterotoxinas  Fatores de virulência  Resistência microbiana a medicamentos  Antibióticos  Reação em cadeia por polimerase (PCR) 

Resumo

A mastite é a afecção mais importante nos rebanhos leiteiros, pela alta prevalência, prejuízos ligados à diminuição da produção, e comprometimento funcional da glândula mamária. O seu principal agente é o Staphylococcus aureus, produtor de enterotoxinas que resistem à pasteurização. As características de virulência deste patógeno determinam uma mastite de difícil tratamento, muitas vezes provocando o uso indiscriminado de antibióticos. Devido a isto é importante a sua detecção e identificação rápida e precisa nos tanques das propriedades leiteiras, permitindo um eficiente controle da qualidade e biossegurança do leite, como medida fundamental à manutenção da saúde pública. A biologia molecular na detecção e caracterização de bactérias tornou-se uma alternativa viável aos métodos tradicionais de isolamento para o diagnóstico microbiológico, destacando-se pelo maior poder de discriminação, maior rapidez, bom limite de detecção, maior seletividade e especificidade. A alternativa de utilização de provas microbiológicas mais específicas e rápidas também é promissora. No presente experimento será pesquisada a presença de S. aureus em amostras de leite de 100 tanques de expansão, detectada pelo crescimento em placas de cultivo Petrifilm®STX e pela reação em cadeia da polimerase. Será investigada a presença de resíduos de antibióticos pelo Delvotest®. Objetiva-se avaliar a eficiência da reação em cadeia da polimerase na detecção de S. aureus como teste diagnóstico no leite dos tanques, com relação ao cultivo microbiológico em placas Petrifilm®STX. Objetiva-se ainda correlacionar a presença de resíduos de antibióticos no leite com os resultados da prova microbiológica e da prova da reação em cadeia da polimerase, estabelecendo uma possível relação entre a presença de resíduos de antibióticos no leite de tanques com a diminuição da acuidade e sensibilidade da prova microbiológica, o que poderia determinar falsos negativos através da inibição do crescimento bacteriano. Os resultados obtidos fornecerão dados importantes para a padronização do uso da PCR diretamente no leite, provendo assim uma técnica rápida e eficiente para o controle da qualidade do leite para consumo humano. (AU)