Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores cardíacos e lipoperoxidação em equinos das raças Árabe e Crioula submetidos a exercícios anerobico e aeróbico em esteira e suplementados com Vitamina E (dl-alfa-tocoferol)

Processo: 08/57366-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2009 - 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Aguemi Kohayagawa
Beneficiário:Aguemi Kohayagawa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Vitamina E  Exercício físico  Equinos 

Resumo

Este projeto objetiva avaliar o efeito do exercício e das espécies reativas de oxigênio, sob o ponto de vista bioquímico, nas células musculares cardíacas, por meio da determinação de marcadores cardíacos séricos e de lipoperoxidação, e o efeito da suplementação com vitamina E em eqüinos submetidos aos testes de exercício de rápida aceleração e curta duração (RA), e exercício de baixa intensidade e longa duração (LD), considerados de metabolismos anaeróbico e aeróbico, respectivamente, em esteira. Dez eqüinos das raças Árabe (n-5) e Crioula (n=5) realizarão um teste padrão de exercício progressivo (TPEP) para determinar a carga de trabalho para cada animal, baseado no consumo máximo de oxigênio para RA e LD. Após sete dias, serão submetidos a RA e LD, com a esteira inclinada a +7%, com sete dias de intervalo. Em seguida, realizar-se-á a suplementação dos animais com vitamina E por 45 dias sem interrupção e até o final do experimento. Posteriormente, serão realizados um segundo TPEP, RA e LD com o mesmo protocolo dos primeiros testes, na esteira a +7%, com sete dias de intervalo. Amostras de sangue venoso serão colhidas antes do início, durante e após o exercício. A eletrocardiografia, determinações séricas de troponina I cardíaca, creatinoquinase e isoenzima MB, lactato desidrogenase e isoenzimas 1 e 2, a relação mioglobina/anidrase carbônica III e a albumina modificada pela isquemia serão realizadas para determinar lesão cardíaca; o malondialdeído e vitamina E séricos para a avaliação da lipoperoxidação; hemograma, freqüência cardíaca e lactato como exames complementares. Este estudo poderá contribuir para o conhecimento dos efeitos da suplementação de vitamina E sobre o estresse oxidativo durante os exercícios anaeróbico e aeróbico sobre o músculo cardíaco de eqüinos Árabes e Crioulos, utilizando os marcadores bioquímicos e associando o malondialdeído como índice de estresse oxidativo, além de elucidar algumas questões não esclarecidas até o momento, segundo a literatura. (AU)