Busca avançada
Ano de início
Entree

Ciclagem de carbono, nitrogênio e enxofre na serapilheira em Floresta Ombrófila Densa sob diferentes altitudes no Parque Estadual da Serra do Mar, no Estado de São Paulo

Resumo

O Parque Estadual da Serra do Mar, devido a sua grande amplitude altitudinal, abriga fisionomias variadas da Floresta Ombrófila Densa ou Mata Atlântica. Devido à escassez de informações sobre a estrutura e o funcionamento da Floresta Ombrófila Densa Atlântica ao longo de um gradiente de altitudes, este trabalho tem como objetivo avaliar a contribuição do estoque de C, N e S na serapilheira acumulada sobre o solo na distribuição dessas fisionomias. Este projeto de pesquisa trará informações importantes ao Projeto BIOTA "Composição florística, estrutura e funcionamento da Floresta Ombrófila Densa dos Núcleos Picinguaba e Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar" (processo FAPESP n° 03/12595-7), como também o conhecimento da dinâmica dos principais elementos na serapilheira, da Mata Atlântica. Áreas com diferentes altitudes foram selecionadas para a realização deste estudo, como: Mata de Restinga (5 a 20 m), Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas (50 a 100 m), Floresta Ombrófila Densa Submontana (300 a 600 m) e Floresta Ombrófila Densa Montana (ao redor de 1.000 m). As coletas da serapilheira acumulada sobre a superfície do solo serão realizadas uma vez ao mês perfazendo um período de 12 meses, sendo feito o acompanhamento da massa depositada e à caracterização química das mesmas (teores de carbono, nitrogênio e enxofre), em todas as áreas de estudo nas quatro fisionomias. Os dados dos estoques e teores dos elementos citados serão relacionados aos dados de solos das áreas das diferentes altitudes (processo FAPESP n° 07/52482-8). (AU)