Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do treinamento físico de força e da suplementação com leucina sobre a resposta atrófica da musculatura esquelética induzida pelo uso de dexametasona

Processo: 08/51090-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Antonio Herbert Lancha Junior
Beneficiário:Antonio Herbert Lancha Junior
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Atrofia muscular  Síntese proteica  Hipertrofia  Glucocorticoides  Treinamento de força  Leucina 

Resumo

A reversão da atrofia da musculatura esquelética constitui uma importante conduta a ser reforçada em diversas condições patológicas capazes de induzi-la, como por exemplo, o tratamento com dexametasona, um glicocorticóide amplamente utilizado na clínica médica. Atualmente, não existe tratamento eficaz e seguro disponível para o tratamento da atrofia. Conseqüentemente, a busca por novas alternativas faz-se necessária. O treinamento de força parece ser uma importante ferramenta no tratamento da atrofia induzida por glicocorticóides, através de sua ação estimulante nos processos de síntese protéica, marcadamente sobre a via mTOR (importante moduladora da hipertrofia na musculatura esquelética). Porém, em estudos realizados em seres humanos, a presença freqüente de comorbidades associadas dificulta a interpretação dos efeitos do treinamento físico de força sobre o uso de glicocorticóides. Diversos investigadores tem apontado o uso da suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada, especialmente a leucina, como importante estratégia nutricional a ser utilizada em diferentes modelos atróficos. No entanto, seu uso crônico, como estratégia reabilitadora do estado atrófico induzido por glicocorticóides, ainda não foi testado. Dessa forma, a proposta do presente projeto de pesquisa é a de testar, através de experimentos bem controlados, a eficácia do treinamento físico de força e da suplementação com leucina (em associação ou isoladamente), sobre a recuperação do estado atrófico induzido pela dexametasona. Ainda mais, pretendemos investigar no âmbito molecular, a efetividade dos dois tratamentos. Acreditamos que o delineamento fisiológico e molecular dos dois tratamentos permitirão não só o melhor entendimento do processo, mas também o desenvolvimento de novas estratégias reabilitadoras baseadas em alvos celulares bem definidos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS, A. R.; NEVES JR., M. T.; GUALANO, B.; LAURENTINO, G. C.; LANCHA JR, A. H.; UGRINOWITSCH, C.; LIMA, F. R.; AOKI, M. S. BLOOD FLOW RESTRICTED RESISTANCE TRAINING ATTENUATES MYOSTATIN GENE EXPRESSION ON A PATIEINIT WITH ONCLUSION BODY MYOSITIS. BIOLOGY OF SPORT, v. 31, n. 2, p. 121-124, 2014. Citações Web of Science: 7.
ZANCHI, NELO EIDY; GUIMARAES-FERREIRA, LUCAS; DE SIQUEIRA-FILHO, MARIO ALVES; FELITTI, VITOR; NICASTRO, HUMBERTO; BUENO, JR., CARLOS; LIRA, FABIO SANTOS; NAIMO, MARSHALL ALAN; CAMPOS-FERRAZ, PATRICIA; NUNES, MARIA TEREZA; SEELAENDER, MARILIA; DE OLIVEIRA CARVALHO, CARLA ROBERTA; BLACHIER, FRANCOIS; LANCHA, JR., ANTONIO HERBERT. Dose and Latency Effects of Leucine Supplementation in Modulating Glucose Homeostasis: Opposite Effects in Healthy and Glucocorticoid-Induced Insulin-Resistance States. NUTRIENTS, v. 4, n. 12, p. 1851-1867, DEC 2012. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.