Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de sanitizantes, revestimentos comestíveis e doses de irradiação em mamões "Formosa" (carica papaya l.) minimamente processados: efeito na conservação e qualidade

Processo: 07/59449-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2008 - 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Marta Helena Fillet Spoto
Beneficiário:Marta Helena Fillet Spoto
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Mamão  Qualidade dos alimentos 

Resumo

A espécie Carica papaya L. é o mamoeiro mais cultivado em todo o mundo e possui frutos com excelente aceitabilidade, mas altamente perecíveis que podem apresentar um alto nível de perda na fase pós-colheita. O processamento mínimo do mamão, embora minimize as perdas e maximize o aproveitamento da produção, gera um produto de maior valor final e de maior perecibilidade. Para aumentar a vida útil de frutas minimamente processadas (MP) algumas propostas vêm sendo estudadas. O objetivo deste projeto de pesquisa será estudar o processo de conservação de mamões 'Formosa' MP submetidos a diferentes tratamentos, durante armazenamento refrigerado, bem como indicar a melhor combinação de tratamentos. Para isso, a proposta é avaliar o efeito de diferentes sanitizantes, doses de irradiação, bem como de diferentes revestimentos comestíveis. O experimento será desenvolvido no Laboratório de Química e Processamento de Frutas e Hortaliças do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" -ESALQ/USP. As aplicações das doses de irradiação serão feitas no irradiador Gammabean, no IPEN/São Paulo. Os sanitizantes testados serão o dicloro isocianurato de sódio desidratado (NaDCC), aldeido cinâmico e cloreto de cálcio. Os revestimentos comestíveis testados serão o amido de arroz, alginato de sódio e carboximetilcelulose. As doses de irradiação testadas serão de OkGy, 2kGy e 4kGy. A qualidade dos mamões MP será monitorada por análises físico-químicas, fisiológicas, microbiológicas e sensoriais até o 20° dia de armazenamento. Os resultados serão submetidos à análise de variância pelo teste F e comparação das médias pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. (AU)