Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das correlações entre consumo alimentar residual e qualidade da carcaça em bovino Nelore

Processo: 08/57513-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2009 - 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Dante Pazzanese Duarte Lanna
Beneficiário:Dante Pazzanese Duarte Lanna
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Assunto(s):Gado Nelore  Eficiência  Confinamento  Bovinos de corte  Consumo alimentar residual  Eficiência alimentar 

Resumo

O conhecimento das bases biológicas que determinam a variação da eficiência de conversão alimentar precisam ser melhor estudados. O consumo alimentar residual (CAR) de zebuínos proposto como uma possível estratégia de seleção requer estudos que avaliem as reais conseqüências da seleção para essa medida sobre o desempenho e sobre as características de carcaça. Trabalho pioneiro deste laboratório demonstrou pela primeira vez a variância para CAR em populações Nelore (Almeida, 2005), bem como identificou correlação entre composição corporal e CAR (Almeida, 2005). O efeito da seleção para ganho de peso por 5 gerações sobre as características de CAR também foram estudadas pelo grupo (Branco et af, 2006). Estes trabalhos demonstram grande potencial e grandes dúvidas sobre as reais implicações de se utilizar estas características. Uma das áreas ainda não estudadas pelo nosso grupo é correlação entre CAR, maciez da carne e outras características do sistema proteolítico. As hipóteses do projeto são: 1) há variação genética para o parâmetro CAR no Nelore; 2) existem marcadores moleculares (DNA) que são informativos para esta característica; e 3) tal seleção pode levar a perdas na qualidade da carcaça e carne produzida principalmente devido a menores taxas de deposição de gordura e de degradação protéica. Tais mecanismos trariam conseqüências deletérias para a qualidade da carcaça e da carne. Para investigar estas hipóteses, 80 tourinhos da raça Nelore de genealogia conhecida e com 18 meses de idade e cerca de 385 kg de peso vivo, distribuídos em baias individuais foram confinados recebendo dieta de alto concentrado por um período de 70 dias e tiveram seu consumo alimentar avaliado. A cada 35 dias, eles foram pesados e medidas da carcaça foram realizadas por ultra-sonografia real time no início e no final da prova. O consumo alimentar residual será calculado como o erro residual da regressão entre o consumo observado (Y) e o peso médio metabólico (Xi) e o ganho de peso (X2). Serão selecionados animais mais eficientes e menos eficientes os quais serão abatidos para avaliação de carcaça e coleta de amostras, inclusive DNA para testes de marcadores moleculares. A força de cisalhamento e a percentagem de gordura do músculo Longissimus dorsi também serão determinados. As análises estatísticas irão incluir uma análise de variância com o efeito principal sendo o touro pai da progênie, bem como análises de correlação entre as principais variáveis e análises multivariáveis específicas para avaliar efeitos dos marcadores. Formas alternativas de avaliação da eficiência serão comparadas à medição do CAR, com ênfase na comparação destes índices na eficiência de conversão de alimentos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.