Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho e parâmetros ruminais de vacas leiteiras alimentadas com silagem de cana-de-açúcar e diferentes fontes de NNP (nitrogênio não proteico) e energia no concentrado

Processo: 08/50888-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de maio de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Flávio Augusto Portela Santos
Beneficiário:Flávio Augusto Portela Santos
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Proteínas  Eficiência  Suplementação  Vacas leiteiras  Digestibilidade 

Resumo

Serão conduzidos dois experimentos nas instalações experimentais do Departamento de Zootecnia da ESALQ/USP, em Piracicaba-SP, para avaliar a substituição parcial (50%) da uréia convencional por fonte de uréia de liberação lenta (Optigen®) e a substituição do milho pela polpa cítrica em rações de vacas leiteiras alimentadas com silagem de cana-de-açúcar. No Experimento 1 serão utilizadas 40 vacas em lactação, cruzadas Holandês/Jersey, com peso médio de 480 kg e 150 dias em lactação e produção média esperada de 20 kg de leite/dia, divididas em 4 grupos de 10 vacas. As vacas receberão aplicações de somatotropina bovina recombinante (BST) de 14 em 14 dias, começando as aplicações 28 dias antes do início do experimento. O delineamento experimental será em Quadrado Latino 4x4 com 10 repetições. As rações experimentais serão compostas por 60% de volumoso e 40% de concentrado, diferindo quanto à fonte de nitrogênio não protéico e fonte energética do concentrado: a) uréia-milho (UM), b) Optigen® - milho (OM), c) uréia-polpa cítrica (UP), d) Optigen® - polpa cítrica (OP). Os parâmetros avaliados serão: consumo de matéria seca, produção de leite, composição do leite (proteína, lactose, gordura, uréia e sólidos totais), escore de condição corporal e peso dos animais. No experimento 2 serão utilizadas quatro vacas Holandesas secas. O delineamento experimental será em Quadrado Latino 4x4. As rações experimentais serão as mesmas do Experimento 1. Os parâmetros avaliados serão: consumo de matéria seca, nitrogênio uréico no plasma, parâmetros ruminais (AGV, pH e amônia), produção de proteína microbiana e digestibilidade de nutrientes no trato digestivo total. (AU)