Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos cinéticos e termodinâmicos de proteases produzidas por fungos termofílicos

Processo: 08/11303-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2009 - 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Hamilton Cabral
Beneficiário:Hamilton Cabral
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):10/12963-0 - Isolamento, produção e purificação de proteases de fungos termotolerantes e termoestáveis, BP.TT
09/11497-8 - Isolamento, produção e purificação de proteases de fungos termotolerantes e termoestáveis, BP.TT
Assunto(s):Enzimas hidrolíticas  Purificação  Cinética enzimática  Peptídeo hidrolases 

Resumo

O interesse científico em proteases e suas ações em diferentes proteínas não somente podem resultar em melhores produtos, mas também estimulam o desenvolvimento de um grande número de novas aplicações na produção de fármacos, de alimentos e seus ingredientes e em peptídeos que apresentam atividades biológicas. O interesse em enzimas produzidas por fungos vem aumentando devido a alto escala de produção em curto período de tempo, espaço e custo baixo, pois a grande maioria destes fungos crescem utilizando resíduos agroindustriais. O homem vem utilizando estes microrganismos para produzir substâncias de interesse comercial, visando aprimorar a qualidade de vida do ser humano. As enzimas termofílicas têm chamado a atenção durante as quatro décadas passadas. Tais enzimas são de grande interesse industrial e biotecnológico, devido ao fato de favorecerem os rigorosos processos industriais em altas temperaturas favorecendo a diminuição da solubilidade de muitos substratos poliméricos, o decréscimo da viscosidade, o aumento da velocidade de reação e a diminuição dos riscos de contaminação por microrganismos. Estas enzimas também têm sido utilizadas como modelos para o entendimento da termoestabilidade e termoatividade, que é útil para a engenharia de proteínas e também despertado o interesse de estudos estruturais. O presente projeto tem como objetivo realizar a bioprospecção de fungos termofílicos isolados de regiões com alta concentração de descarte de proteínas, tais como, frigoríficos, lacticínios, granjas e aterros sanitários, a determinação dos melhores parâmetros dos processos fermentativos para cada fungo e a produção das proteases, a purificação, a caracterização bioquímica funcional e estrutural, a cinética enzimática, o mapeamento dos subsítios e os estudos termodinâmicos. Por se tratar de um projeto envolvido na produção e caracterização de novas enzimas que possuem amplas aplicações em diversas áreas, este projeto apresenta grande potencial de novos pedidos de patentes, além dos artigos científicos que serão produzidos com os resultados obtidos. A procura por novas enzimas dentre elas as proteases é um fator de grande importância, devido a grande preocupação em proteger o meio ambiente com a chamada química verde "Green Chemistry", para tal necessitamos de novas pesquisas de fontes produtoras de enzimas e conhecer estas enzimas, assim este projeto apresenta uma grande importância para o descobrimento de novas fontes produtoras de proteases e as possíveis aplicações das proteases isoladas em diversas áreas. (AU)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

MICROPARTÍCULA DE LEVEDURA E SEU USO BR1020120110334 - Universidade de São Paulo (USP) . Hamilton Cabral; Tamara Ângelo de Oliveira Santos; Rodrigo Molina Martins; Luis Alexandre Pedro de Freitas - 10 de maio de 2012