Busca avançada
Ano de início
Entree

Quimioprevenção da hepatocarcinogênese em ratos na etapa de promoção tratados com tributirina, composto biotivo de alimentos: aspectos das vias dos genes que codificam para p53 e p33ING1b

Processo: 09/53407-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2010 - 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Fernando Salvador Moreno
Beneficiário:Fernando Salvador Moreno
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Quimioprevenção  Neoplasias hepáticas  Epigenômica  Genes p53 

Resumo

Compostos bioativos presentes em alimentos (CBAs) são capazes de modular processos biológicos distintos relacionados à químioprevenção de neoplasias; contudo seus mecanismos de ação são pouco compreendidos. Eventos epigenéticos, incluindo a metilação do DNA e modificações em histonas, são potencialmente reversíveis, sendo considerados alvos para a quimioprevenção do câncer. Recentemente, constatamos que a tributirina (TB), CBA presente na gordura do leite e no mel, apresenta atividade quimiopreventiva da hepatocarcinogênese em ratos, e isto, estaria em parte relacionado à indução de acetilação de histonas e à redução do acúmulo de p53 citoplasmático. Mecanismos associados à modulação da via de p53, bem como sua localização subcelular, podem estar envolvidos com a agressividade de lesões pré-neoplásicas (LPN). A proteína supressora de tumor p33ING1b, que inibe a degradação de p53, foi encontrada silenciada por mecanismos epigenéticos em diversos tipos de cânceres, inclusive nos hepatocarcinomas. Nesse contexto, almeja-se averiguar os efeitos quimiopreventivos da TB em ratos tratados agora mais especificamente na etapa de promoção da hepatocarcinogênese, bem como elucidar mecanismos pelos quais exerce seu efeito protetor. Assim, os seguintes parâmetros serão avaliados em LPN persistentes e em remodelação, bem como no tecido hepático adjacente considerado normal: expressão e localização de p53, p33ING1b e de proteínas envolvidas com o transporte núcleo-citoplasmático de p53 (importina a, Mdm2, CRM1, PARC, ARC e RanBP1), expressão de H3K9 acetilada, H3K4 metilada e p21, bem como, avaliar o padrão de metiíação e acetilação da região promotora do gene que codifica para p33 ING1b. (AU)