Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre polimorfismos nos genes da glutationa peroxidase e indicadores do estado nutricional relativo ao selênio em população saudável

Processo: 09/11709-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2010 - 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Silvia Maria Franciscato Cozzolino
Beneficiário:Silvia Maria Franciscato Cozzolino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Selênio  Polimorfismo genético  Glutationa peroxidase 

Resumo

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) estão entre as morbidades que mais atingem a população atualmente, destacando-se o diabetes melito, doenças respiratórias crônicas, câncer e doenças cardiovasculares. Os principais fatores de risco estão no estilo de vida ocidental, com destaque para alimentação, sedentarismo, além da predisposição genética. A maioria destas DCNT leva ao aumento do estresse oxidativo e, consequentemente, das espécies reativas de oxigênio e de nitrogênio. O principal sistema de defesa do organismo contra os efeitos nocivos destas espécies reativas é o enzimático, composto pelas enzimas catalase, superóxido dismutase e glutationa peroxidase; sendo que nos mamíferos o mais importante é o da glutationa peroxidase. Posteriormente ao sequenciamento do genoma humano, um dos grandes desafios atuais é identificar polimorfismos, que em conjunto ou isoladamente, alterem o metabolismo e a função das proteínas. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho será correlacionar polimorfismos nos genes da glutationa peroxidase e biomarcadores do estado nutricional relativo ao selênio. Serão identificados polimorfismos de nucleotídeo único (SNP) presentes na região codificadora dos quatro genes que codificam a enzima glutationa peroxidase: GPX1, GPX2, GPX3 e GPX4, e um SNP na região 3' não codificadora (3´UTR) do gene da GPX4 os quais serão correlacionados com os biomarcadores do estado nutricional relativo ao selênio. O estudo será realizado com indivíduos, de ambos os gêneros, com idade entre 20 a 50 anos, sem doenças hepáticas, cardiovasculares e câncer. Os participantes responderão a um questionário de informações pessoais; o consumo alimentar será avaliado por um recordatório de 24 horas e três registros alimentares; o estado nutricional de selênio será avaliado pela determinação da concentração do mineral no eritrócito e no plasma, além da atividade da GPX no eritrócito; e os polimorfismos supracitados serão identificados pelo sistema Taqman, o qual se baseia na análise end-point da RT-PCR, com primers e sondas específicas para cada SNP. Serão realizados testes estatísticos específicos para o desenho experimental e os resultados serão expressos em média e desvio padrão. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DONADIO, JANAINA L. S.; GUERRA-SHINOHARA, ELVIRA M.; ROGERO, MARCELO M.; COZZOLINO, SILVIA M. F. Influence of Gender and SNPs in GPX1 Gene on Biomarkers of Selenium Status in Healthy Brazilians. NUTRIENTS, v. 8, n. 5 MAY 2016. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.