Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização ambiental integrada, risco ecológico e sustentabilidade ambiental de micro-biomas remanescentes na planície costeira e baixa encosta do município de Bertioga (SP)

Processo: 08/58549-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Celia Regina de Gouveia Souza
Beneficiário:Celia Regina de Gouveia Souza
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Solos  Vegetação 

Resumo

Este projeto de pequisa pretende realizar uma análise ambiental integrada da paisagem na região de Bertioga (SP), sob a perspectiva da Avaliação de Risco Ecológico (ARE) de micro-biomas remanescentes na planície costeira e baixa encosta da Serra do Mar. As bacias dos rios Itaguaré e Guaratuba (Bertioga), reúnem em uma pequena área geográfica todos os ambientes sedimentares quaternários presentes no litoral paulista, que desenvolvem ampla variedade de solos e todos os tipos de fitofisionomias de vegetação descritas na Resolução Conama no 07/1996, além de novas formações florestais recentemente descobertas. Por outro lado, muitos desses ambientes naturais se encontram ameaçados por diversas intervenções antrópicas, tais como: condomínios residenciais, obras lineares (vias de acesso, linhas alta tensão, oleoduto e aquedutos), extração ilegal de espécies vegetais nativas (palmito, bromélias, caixeta etc.), caça predatória, e extração de areia e outros materiais para a construção civil. O projeto pretende analisar e integrar diversos atributos dos componentes abióticos (hídroclimatológicos, hídricos superficiais e subterrâneos, geológicos, geomorfológicos, solos), bióticos (vegetação, fauna) e sócio-econômicos (uso e ocupação do solo, paisagem cênica) dos ambientes costeiros, com a finalidade de avaliar sua sustentabilidade ambiental e fornecer elementos teóricos e práticos para conservar, proteger, reparar e/ou desenvolver sustentavelmente esses ambientes. Além do aprimoramento da abordagem metodológica para ARE existente na literatura, os resultados apresentados na forma de mapas (diagnósticos) e cartas (pronósticos) temáticas em um sistema de informação geográfica, permitirão utilização acadêmica e aplicações no planejamento territorial municipal e nos instrumentos do Plano Estadual de Gerenciamento Costeiro e demais políticas públicas desenvolvidas na região. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Sobrevivência de ecossistemas de Bertioga exige atenção