Busca avançada
Ano de início
Entree

Ressonância magnética funcional da resposta cerebral à colecistocinina (CCK) na gastrectomia com vagotomia

Processo: 10/03520-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2010 - 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Mayra Mayumi Kamiji
Beneficiário:Mayra Mayumi Kamiji
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Antonio Carlos dos Santos ; Draulio Barros de Araujo ; Lucila Leico Kagohara Elias
Assunto(s):Gastroenterologia  Gastrectomia  Ressonância magnética 

Resumo

A regulação do equilíbrio energético parece alterada após a gastrectomia total (GT) com vagotomia. Informações sobre regiões cerebrais envolvidas na regulação da ingestão alimentar ainda são limitadas e, em nosso conhecimento, essa investigação na GT não foi realizada. Neste trabalho, o objetivo é avaliar, por ressonância magnética funcional (RMf) mediado pelo contraste BOLD (Blood Oxygenation Level Dependent), a atividade cerebral em resposta à administração endovenosa de CCK-8 após a GT com vagotomia troncular. O objetivo é avaliar a hipótese de que: (1) após a GT e vagotomia ocorreria ativação aumentada do NTS, inibição do apetite e da ingestão alimentar subsequente em resposta à administração endovenosa de CCK-8; e (2) seis meses após GT e vagotomia, a ativação do NTS, apetite e a ingestão alimentar subsequentes à CCK-8 seriam distintas às apresentadas no pré-operatório. Serão estudados, no pré-operatório, um mês após e seis meses após a cirurgia, indivíduos submetidos à GT por câncer gástrico ou outra doença do trato digestivo e indivíduos sadios assintomáticos. Serão avaliados alimentação habitual por recordatório e por registro alimentar, antropometria por Indice de Massa Corporal e impedância bioelétrica, e gasto energético de repouso por calorimetria indireta. O estudo de imagem será realizado antes e após administração endovenosa (45 min) de CCK-8 (1ng/kg/min). Durante o exame, será aplicado questionário de medida de apetite e realizadas colheitas de sangue para a dosagem de CCK-8, que será realizada por radioimunoensaio. Trinta minutos após o exame, será oferecida uma refeição aos indivíduos que será quantificada quanto à composição e valor energético. (AU)