Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle da secrecao de gonadotrofinas em condicao basal e de estresse: estudo de interacao com esteroides adrenais e hormonio liberador de corticotrofina

Processo: 09/54887-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2010 - 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Celso Rodrigues Franci
Beneficiário:Celso Rodrigues Franci
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Progesterona  Estresse  Corticosterona  Estrógenos 

Resumo

O eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA) é ativado em respostas metabólicas e neuroendócrinas induzidas por estresse, que facilita ou inibe a atividade do eixo hipotálamo-hipotálamo-gonadal (HPG), dependendo do estrógeno (E) no organismo. Por outro lado, há evidências de atividade sexualmente dimórfica do eixo HPA e alterações durante o ciclo estral não estão claras se dependem de ações de E (oriundo essencialmente do ovário) e /ou de progesterona (P) originária do ovário (sob controle do eixo HPG) e da adrenal (sob controle do eixo HPA e aumenta em situação de estresse). O CRH, principal regulador da secreção de ACTH/corticosteróides, atua através dos receptores CRH-R1 e CRH-R2 e antagonistas específicos para esses receptores (como antalarmin e astressin-B, respectivamente) são perspectivas terapêuticas para diversos quadros patológicos com hiperatividade de eixo HPA, principalmente no sexo feminino. O gene do CRH contém elemento responsivo a E, porém os dados são conflitantes (estimulação, inibição, não alteração) sobre ação de E na sua expressão. Considerando as inúmeras controvérsias sobre a interação dos eixos HPA e HPG em condições basais e/ou de estresse, este projeto propõe o estudo de algumas dessas questões e estabelece como objetivos gerais: avaliar como E ovariano e P (de origem ovariana e adrenal) medeiam a atividade do eixo HPA e a expressão de receptores para corticosteróides dos tipos GR e MR; identificar a participação relativa de receptores tipos CRH-R1 e CRH-R2 na mediação do CRH sobre a atividade do eixo HPG em condição de estresse agudo; avaliar como E modula a atividade de neurônios CRH e do eixo HPA e interage com receptores tipos CRH-R1 e CRH-R2 em condição de estresse agudo. Em função desses objetivos gerais serão avaliados especificamente: a secreção de corticosterona (CT) e as expressões de CRH e de receptores para corticosteróides em ratas na fase de proestro, após ovariectomia e após tratamento com antagonistas de E e/ou P; os efeitos de antalarmin e astressin-B sobre a co-expressão de FOS em neurônios produtores de CRH e de hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH) e sobre a secreção de gonadotrofinas (hormônio luteinizante e hormônio folículo estimulante), CT e P em ratas submetidas a estresse. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIMA, FERNANDA BARBOSA; OTA, FABIO HONDA; CABRAL, FERNANDA JANLZUR; BORGES, BRUNO DEL BIANCO; FRANCI, CELSO RODRIGUES. Estrogen, but not progesterone, induces the activity of nitric oxide synthase within the medial preoptic area in female rats. Brain Research, v. 1578, p. 23-29, AUG 26 2014. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.