Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação das concentrações de MMP-2 e MMP-9 em doenças hipertensivas gestacionais por polimorfismos genéticos

Processo: 10/06579-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2010 - 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Beneficiário:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças neonatais e anormalidades  Hipertensão induzida pela gravidez  Pré-eclâmpsia  Metaloproteinase 2 da matriz  Metaloproteinase 9 da matriz  Matriz extracelular  Polimorfismo genético 

Resumo

Doenças hipertensivas gestacionais constituem importante problema clínico da gravidez. Entre elas, temos a pré-eclâmpsia (PE) e a hipertensão gestacional (HG). A pré-eclâmpsia, comumente referida como hipertensão gestacional com proteinúria, é a principal causa de mortalidade e morbidade maternas e perinatais. Sua fisiopatologia envolve deficiente invasão das artérias uterinas por citotrofoblastos, levando a uma diminuição do fluxo sanguíneo para a unidade fetoplacentária. Essa isquemia induz a placenta a liberar fatores na circulação materna que provocam ativação endotelial, alterando subsequentemente a reatividade vascular, de modo a elevar a pressão arterial materna. Uma vez que as enzimas denominadas metaloproteinases da matriz extracelular (MMPs) são fundamentais para os processos de formação e remodelamento dos tecidos, inclusive fetoplacentários, e participam da regulação do tônus vascular, os níveis e/ou funções dessas enzimas proteolíticas podem estar alterados na HG e na PE. De fato, em estudo recente do nosso grupo, encontramos níveis aumentados de MMP-9, mas não MMP-2, na HG. Porém, é possível que polimorfismos localizados no gene da MMP-9 ou da MMP-2 possam influenciar as concentrações destas enzimas e desta forma afetar a susceptibilidade e/ou a gravidade da HG e da PE. Desse modo, o objetivo desse projeto será avaliar os feitos de diferentes polimorfismos (C-1562T e (CA)n) e haplotipos do gene da MMP-9, bem como de um polimorfismo da MMP-2, em mulheres com gestação normal, com HG ou com PE. Serão medidos os níveis plasmáticos de MMP-2 e MMP-9, bem como de seus inibidores endógenos (os inibidores de MMPs - TIMPs), especificamente de TIMP-1 e TIMP-2 nos 3 grupos de gestantes (n=200 por grupo), os quais serão associados com os respectivos genótipos e haplótipos da MMP-9 ou MMP-2. (AU)