Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de crescentes teores de zinco no metabolismo do cobre e na prevenção de intoxicação cúprica em ovinos

Resumo

Objetivando avaliar o efeito de doses crescentes de zinco sobre os mecanismos de absorção e excreção do cobre e verificar a eficácia de altos teores de zinco na prevenção da intoxicação cúprica acumulativa, serão utilizados 50 ovinos, distribuídos cinco grupos com dez animais cada, de acordo com a solução que irão receber, sendo: Grupo 1 - Solução contendo cobre e 600 mg de zinco; Grupo 2 - Solução contendo cobre e 300 mg de zinco; Grupo 3 - Solução contendo cobre e 150 mg de zinco; Grupo 4 - Solução contendo cobre (controle positivo); Grupo 5 - Sem receber nenhuma solução (controle negativo). Para a infusão diária dessas soluções será implantada em todos os animais uma cânula ruminal de latéx. Os animais dos grupos 1 a 4 receberão diariamente, solução de sulfato de cobre na dose de 3 mg/kg/PV, no decorrer da 1ª semana, sendo esta dose acrescida de mais 3 mg/kg/PV a cada semana até o final do experimento, após 15 semanas (105 dias). Serão realizadas biópsias hepáticas e retirada de segmento do jejuno em todos os animais estudados, por meio de laparotomia, no início do experimento antes do oferecimento da primeira dose de cobre. Conjuntamente com estas cirurgias, serão obtidas duas amostras de conteúdo intestinal (duodeno e jejuno), retiradas através de punção duodenal e do jejuno, bem como uma amostra de bile, retirada através de punção da vesícula biliar. Ao término do experimento os animais serão sacrificados as mesmas amostras supramencionadas serão coletadas imediatamente após o abate. Será determinada a concentração de cobre e zinco no fígado, na bile e nas amostras de conteúdo intestinal. Amostras de fígado e de segmento do intestino (jejuno) serão utilizadas para determinação da concentração de metalotioneina hepática e intestinal respectivamente. Semanalmente serão realizadas coletas de sangue em todos os animais até o final do experimento para determinação do volume globular, dos teores de cobre e zinco e das atividades de AST e GGT. No inicio do experimento e a cada cinco semanas serão realizadas coletas das fezes totais por um período de seis dias, as quais serão pesadas e será retirada uma amostra à cada dia para determinação de Cu, Zn e Mo. A absorção desses elementos será determinada pela diferença entre o total oferecido e total excretado durante esse período. Os dados paramétricos serão submetidos à análise de variância e comparados pelo teste Tukey e os dados não-paramétricos serão avaliados pelo teste de Wilcoxon para dados dependentes e Mann-Whitney para dados independentes. Serão realizadas análises de regressão e seus respectivos coeficientes de correlação, para a verificação da relação de pares variáveis. (AU)