Busca avançada
Ano de início
Entree

Demencia e transtornos cognitivos em idosos: um estudo clinico-epidemiologico longitudinal em dois municipios do estado de sao paulo

Processo: 09/54808-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2010 - 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Cássio Machado de Campos Bottino
Beneficiário:Cássio Machado de Campos Bottino
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transtornos cognitivos  Epidemiologia  Idosos 

Resumo

Este é um estudo epidemiológico de Incidência de Demência e Comprometimento Cognitivo na comunidade, em indivíduos com mais de 60 anos, composto por duas fases: uma fase de 'rastreio', feita por entrevistadores leigos na comunidade; e uma fase 'diagnostica' feita por médicos treinados em hospitais universitários. Os indivíduos idosos, avaliados entre 2002 e 2003 ("Demência e Transtornos Cognitivos em Idosos: Um Estudo Epidemiológico Longitudinal em Dois Municípios do Estado de São Paulo", Fapesp 01/05959-7), serão reavaliados, tentando identificar os novos casos de demência e comprometimento cognitivo na comunidade, que tenham surgido neste período, e descrever os fatores de risco associados à demência e ao comprometimento cognitivo leve. Os objetivos deste estudo são: 1) Estimar a incidência de demência, em amostras comunitárias representativas de diferentes estratos da população de São Paulo e Ribeirão Preto, em indivíduos com mais de 60 anos, após 6 anos de intervalo; 2) Avaliar a distribuição dos casos de demência, com relação a diversos fatores sócio-demográfícos (sexo, idade, escolaridade, profissão, estado civil e nível sócio-econômico); 3) Descrever a distribuição das principais etiologias de demência na amostra estudada; 4) Traçar o perfil cognitivo e funcional dessa amostra da população idosa, avaliando os casos incidentes de comprometimento cognitivo leve; 5) Descrever os fatores de risco associados aos sujeitos com demência e comprometimento cognitivo leve; e 6) Comparar a incidência de demência, o perfil cognitivo e funcional de 3 estratos populacionais distintos, com relação ao nível sócio econômico e escolaridade, nas cidades de São Paulo e Ribeirão Preto. (AU)