Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resposta tecidual "in situ" do fenótipo e das citocinas em pacientes com Sarcoma de Kaposi cutâneo na era pré e pós terapêutica anti-retroviral altamente ativa e a relação com a expressão do HHV-8

Processo: 08/04175-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2009 - 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Maria Irma Seixas Duarte
Beneficiário:Maria Irma Seixas Duarte
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pele  Imuno-histoquímica  Sarcoma de Kaposi  HIV 

Resumo

Em pacientes com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) o sarcoma de Kaposi (SK) é considerado a neoplasia mais comum, porém houve uma redução nítida da incidência desse tumor explicada pelo desenvolvimento de novos esquemas terapêuticos, como a introdução da terapêutica anti-retroviral altamente ativa (HAART). Nos últimos 20 anos observou-se considerável progresso na descrição de seus aspectos epidemiológicos, clínicos e terapêuticos, havendo entretanto, necessidade de maior compreensão da sua patogênese para o estabelecimento de uma terapêutica mais eficaz e até propostas de prevenção. Em pacientes HIV positivos a agressividade do SK é maior quando comparado a outras formas clínico-epidemiológica da doença. A patogênese do SK-AIDS é complexa e envolve interação entre o HHV-8, HIV, citocinas inflamatórias e fatores de crescimento. Todavia, a compreensão de como esses fatores interagem para iniciar a lesão de SK é ainda incompleta. Uma vez que, a administração da HAART confere uma melhora clínica, o objetivo do presente trabalho é demonstrar através de estudo imuno-histoquímico com utilização de anticorpos específicos, a composição imunofenotípica das células, bem como a expressão de citocinas e do HHV-8 nas lesões de SK-AIDS de pacientes não submetidos ao esquema HAART, comparando-as às lesões de pacientes que foram submetidos a essa terapia. Para exclusão do HIV-1 como agente determinante da resposta imune local, será realizado ainda um estudo semelhante em lesões cutâneas de SK clássico. (AU)