Busca avançada
Ano de início
Entree

Bandagens manuais e podálicas: efeitos na função muscular e postural

Processo: 07/05580-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2008 - 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Clarice Tanaka
Beneficiário:Clarice Tanaka
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Eletromiografia  Equilíbrio postural  Marcha  Postura  Bandagens 

Resumo

A bandagem é uma técnica designada para manutenção da amplitude de movimento, fortalecimento muscular e resistência muscular, que pode ser aplicada através de variados métodos na prevenção, tratamento e reabilitação de lesões. Os efeitos terapêuticos da bandagem, como minimizar a dor, prevenir lesões e fornecer proteção e suporte articular, têm sido amplamente relatados. No entanto, seus mecanismos de ação não são bem conhecidos, assim como suas técnicas de aplicação são vagamente definidas. A efetividade das várias técnicas de bandagem é relatada na literatura em prevenção de entorses de tornozelos, melhora da propriocepção de tornozelos e joelhos, controle da dor de pacientes com osteoartrose de joelho e síndrome femuropatelar e recrutamento muscular relacionado ao alinhamento patelar. A bandagem também tem sido utilizada em membros superiores e tronco em diferentes condições clínicas, como correção da cifose torácica de pacientes com osteoporose e a melhora da função de punho e dedos. Embora as bandagens sejam amplamente utilizadas na clínica e os seus benefícios defendidos na literatura, deve-se considerar que: (i) as técnicas de aplicação da bandagem são variáveis e em geral pouco padronizadas, (ii) as ferramentas para avaliação dos benefícios são contestáveis e (iii) os estudos para avaliação dos mecanismos são ainda pouco conclusivos. O objetivo geral deste estudo compreende avaliar os benefícios e os mecanismos de ação proporcionados pela aplicação de bandagem. O estudo envolve três protocolos, com metodologias específicas que serão desenvolvidos associadamente pelas unidades de pesquisa: Laboratório de Biomecânica do Movimento e Postura Humana do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, Laboratório de Psicofarmacologia, do Instituto de Psiquiatria do HC/FMUSP, Ambulatório de Fisioterapia do Instituto Central do Hospital das clínicas. Os participantes e os procedimentos de avaliação e tratamento são específicos para cada protocolo. A análise, os resultados, discussão e conclusão serão também conduzidas especificamente para cada protocolo. (AU)