Busca avançada
Ano de início
Entree

Telessaude: Intercambio Técnico-Cientifico entre centros de atendimento ao deficiente auditivo.

Resumo

Dados do Conselho Federal de Fonoaudiologia demonstraram que, temos aproximadamente, 33400 fonoaudiólogos em todo o país. Desse numero a maior porcentagem esta concentrada na região sudeste, cerca de 66,4% dos profissionais. No entanto, essa porcentagem diminui muito nas outras regiões do pais, sendo inferior a real necessidade da população. Analisando toda essa problemática, o Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru - USP têm desenvolvido projetos relacionados à Telessaude, envolvendo a Tele Educação e a Tele Assistência, onde em fevereiro de 2004 foi realizado um acordo de cooperação entre a Disciplina de Telemedicina do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina - USP. Essa parceria tem apresentado importantes trabalhos, como: a criação do Departamento de Teleaudiologia junto ao Conselho Brasileiro de Telemedicina; o desenvolvimento de materiais didáticos para pacientes e profissionais ligados à saúde auditiva, como também, a realização de seminários, palestras e cursos nacionais e internacionais por videoconferência. Durante o período de 2005 e 2009 o Departamento de Fonoaudiologia participou do projeto "Estação Digital Médica: estratégia de implementação e ampliação da Telemedicina no Brasil", contemplado pelo Edital Institutos do Milênio - CNPq envolvendo, além da FOB/USP mais 8 instituições.Associado a todo esse trabalho, o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais juntamente com a Associação de Pais e Pacientes de Fissura Lábio-palatal- Profis - REDE PROFIS desenvolveu um projeto "Rede Nacional de Intercâmbio Técnico Científico" que analisou a o trabalho de 43 associações cadastradas na Rede Profis, verificando a necessidade de cada região em relação à capacitação dos profissionais. Contudo, o Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru e o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo, em parceria com a Associação de Pais e Pacientes de Fissura Lábio-palatal- Profis - Bauru/SP e a Disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da USP, o projeto de "Telessaude - Intercambio Técnico - Cientifico entre centros de atendimento ao deficiente auditivo", tem como proposta criar um pólo de capacitação na área da deficiência auditiva, além do compromisso com a humanização e a qualidade da atenção. O projeto é uma ação que cria infra-estrutura tecnológica para integrar instituições nacionais no desenvolvimento de programas de grande impacto social. Além deste aspecto, a sua efetiva implantação terá importante significado em termos de estratégia nacional para o atendimento ao paciente deficiente auditivo, e promoção da melhoria da capacitação por profissionais de saúde. Participarão desse trabalho profissionais das 03 associações filiadas a REDE PROFIS que realizam o atendimento ao deficiente auditivo. Neste projeto, serão desenvolvidos programas de capacitação e atualização de profissionais usando a Telemática enfocando o tema Aparelho de Amplificação Sonora Individual. A proposta é de criar um modelo educacional enfocando 4 aspectos principais analisando o impacto formativo, que são: treinamento de habilidades práticas, avaliação de competência, segunda opinião especializada educacional e avaliação da mudança de prática.A criação de um pólo de capacitação na Saúde Auditiva vai ao encontro das necessidades dos pacientes deficientes auditivos, que precisam para o seu processo de reabilitação, ser atendidos por profissionais mais qualificados e, principalmente, para que possamos ter a formação de centros de excelência na área da Saúde Auditiva em todos os lugares do nosso pais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)