Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da interação AGE-RAGE e da expressão de citocinas no periodonto de ratos diabéticos

Processo: 07/07681-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2008 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Gerson Francisco de Assis
Beneficiário:Gerson Francisco de Assis
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontite  Diabetes mellitus 

Resumo

As doenças periodontais (DPs) são alterações inflamatórias crônicas que acometem os tecidos de sustentação do órgão dental. São consideradas as patologias ósseas de maior prevalência em humanos, sendo a principal causa de perda dental em adultos. Dentre os diversos fatores de risco envolvidos, o diabetes exerce notável influência sobre o periodonto. A presença do diabetes é refletida em maior severidade e prevalência das DPs tanto em humanos quanto em modelos experimentais. Em ratos diabéticos, a doença periodontal induzida com ligaduras e/ou inoculação de bactérias é mais severa. Contudo, na ausência de estímulos agressivos como ligaduras, a influência do diabetes sobre o periodonto de rato é pouco conhecida. Nossos resultados prévios mostram que somente a indução do diabetes interfere na severidade e prevalência da doença periodontal em ratos. Foi observado, na presença do diabetes, redução na densidade de fibras colágenas, fibroblastos e vasos sangüíneos concomitante ao aumento dos osteoclastos e células inflamatórias. Desta forma, sugere-se que o diabetes seja responsável pela presença e pela progressão da doença periodontal em ratos, caracterizada por reabsorção óssea alveolar e destruição do tecido periodontal. Neste projeto, avaliaremos a expressão de citocinas inflamatórias e interação AGE-RAGE. Acredita-se que a expressão de citocinas inflamatórias e a interação AGE-RAGE estão envolvidas na patogênese, contudo pouco se sabe sobre os mecanismos envolvidos. Serão utilizadas hemimandíbulas provenientes de ratos diabéticos obtidas em experimentos anteriores e preservadas para análises futuras. A indução do diabetes foi realizada em ratos em ratos Wistar (n=25) pela administração endovenosa de 42 mg/kg de aloxana e, juntamente com os animais controle (n=25), serão analisados nos períodos de 1, 3, 6, 9 e 12 meses. Posteriormente, os cortes provenientes das hemimandíbulas serão analisados por meio de imunohistoquímica em relação à expressão de TNF-, IL-1, MMP-2, MMP-9 e RANKL. E ainda, será avaliada a expressão de AGEs e sua interação com os receptores RAGE. A análise conjunta de tais dados, juntamente com os resultados previamente obtidos envolvendo a relação entre diabetes e doença periodontal, certamente colaborará para um melhor entendimento do papel do diabetes na patogênese das doenças periodontais, o qual poderá servir como base para o desenvolvimento de novas estratégias de diagnóstico, prevenção e terapia de tais patologias. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CLAUDINO, MARCELA; GENNARO, GABRIELA; CESTARI, TANIA MARY; SPADELLA, CESAR TADEU; GARLET, GUSTAVO POMPERMAIER; ASSIS, GERSON FRANCISCO. Spontaneous Periodontitis Development in Diabetic Rats Involves an Unrestricted Expression of Inflammatory Cytokines and Tissue Destructive Factors in the Absence of Major Changes in Commensal Oral Microbiota. Experimental Diabetes Research, 2012. Citações Web of Science: 15.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.