Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre estado nutricional da vitamina D, polimorfismos do gene VDR e síndrome metabólica em adultos e idosos

Processo: 10/06148-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Ligia Araujo Martini
Beneficiário:Ligia Araujo Martini
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Natielen Jacques Schuch
Assunto(s):Metabolismo  Síndrome metabólica  Vitamina D  Polimorfismo genético  Idosos  Adultos 

Resumo

O receptor de vitamina D (VDR) é expresso em vários tecidos e quando este se encontra na sua forma ativada, modula a expressão de diversos genes. Estes incluem variações dos níveis circulantes de 1,25(OH)2D3, variações na densidade mineral óssea, sensibilidade à insulina, secreção de insulina em resposta à glicose, suscetibilidade à diabetes tipo 1 e 2, obesidade, dislipidemias e hipertensão arterial. Atualmente, evidências têm sugerido o envolvimento da vitamina D com a síndrome metabólica. Objetivo - Investigar o estado nutricional da vitamina D e sua associação com Síndrome Metabólica e avaliar a potencial associação entre estes fatores com a presença de polimorfismos no gene do receptor de vitamina D (VDR) em indivíduos adultos e idosos. Propor ponto de corte para adequação da 25(OH)D3 sérica para desfechos extra ósseos. Métodos - Estudo transversal onde serão investigados 500 indivíduos com mais de 18 anos. O presente estudo é sub analise do estudo "Relação entre síndrome metabólica e vitamina D em adultos e idosos residentes na região metropolitana de São Paulo" FAPESP no 07/52420-2. Resumidamente, foram realizados: avaliação da ingestão alimentar, através do Recordatório de 24h; composição corporal pela impedância bioelétrica e circunferências da cintura e quadril. O estado nutricional da vitamina D, foi avaliado pela 25-OHD3 sérica e paratormônio intacto, ingestão da vitamina D e exposição solar. Para classificação da síndrome metabólica foram utilizados os critérios do NCEP-ATP III. Foi aferida a pressão arterial, mensurados o colesterol total e frações, triacilgliceróis e glicemia de jejum. Na presente análise será determinada a presença de polimorfismos no gene VDR por reações de PCR, seguidas de digestão por enzimas de restrição. Para avaliar as freqüências genotípicas será utilizado o teste de equilíbrio de Hardy-Weinberg. As diferenças entre as variáveis de estudo de acordo com os polimorfismos do VDR serão avaliadas pela análise de variância ANOVA ou covariância ANCOVA. Será utilizada a curva ROC para propor os pontos de corte de adequação da 25(OH)D sérica para desfechos extra ósseos. Resultados esperados - Os dados deste estudo permitirão associar a presença de polimorfismos do gene VDR aos componentes da síndrome metabólica e adequadamente avaliar qual a concentração de 25(OH)D que relacionada aos efeitos extra ósseos da vitamina D. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SCHUCH, NATIELEN JACQUES; GARCIA, VIVIAN CRISTINA; GOUVEA FERREIRA VIVOLO, SANDRA ROBERTA; MARTINI, LIGIA ARAUJO. Relationship between Vitamin D Receptor gene polymorphisms and the components of metabolic syndrome. NUTRITION JOURNAL, v. 12, JUL 15 2013. Citações Web of Science: 25.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.