Busca avançada
Ano de início
Entree

Fatores associados à disfonia em professores da rede pública de São Paulo

Resumo

Professores constituem categoria mais propensa ao desenvolvimento de alterações vocais devido ao uso intenso da voz e ao ambiente físico desfavorável ao seu trabalho. Por depender essencialmente da voz para exercer a docência, a presença de disfonia coloca em risco sua carreira. Objetivo: Identificar fatores associados à presença de disfonia entre professores da rede municipal de São Paulo. Método: Caso-controle pareado. O grupo de casos será composto por professores que comparecerem ao Hospital do Servidor Público Municipal com queixa de alteração vocal. Após avaliação otorrinolaringológica e fonoaudiológica, serão incluídos neste grupo todos os que apresentarem qualidade vocal alterada na avaliação vocal e/ou lesão ou alteração na laringe ao exame otorrinolaringológico.O grupo de controles será composto por dois professores escolhidos aleatoriamente na mesma escola de cada caso e que não apresentem alteração na avaliação vocal bem como ao exame otorrinolaringológico. Para o cálculo do tamanho da amostra foi assumido erro tipo I de 5%, poder de teste de 80%, freqüência esperada máxima de exposição entre os controles de 60% e valor mínimo de OR de 2,0, sendo necessários 165 casos e 330 controles. Ambos os grupos responderão aos questionários Voz do Professor, Índice de Desvantagem Vocal (IDV), Índice de Capacidade para o Trabalho (ICT), Escala de Estresse no Trabalho (EET), Job Stress Scale(JSC) e WHOQOL-breve. Será realizado teste de associação de qui-quadrado, com correção de Yates, para determinar associação entre as variáveis independentes e a presença de disfonia e análise de regressão logística univariada e múltipla para estimar os fatores associados independentes para disfonia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)