Busca avançada
Ano de início
Entree

Inversão sexual e conservação de serranideos: viabilidade na utilização de inibidores de aromatase e monitoramento histofisiologico durante a inversão do sexo da garoupa (Epinephelus marginatus), hermafrodita protogínica

Processo: 07/59122-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2008 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Renata Guimarães Moreira Whitton
Beneficiário:Renata Guimarães Moreira Whitton
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/07217-0 - Inversão sexual e conservação de serranideos: viabilidade na utilização de inibidores de aromatase e monitoramento histofisiologico durante a inversão do sexo da garoupa (Epinephelus marginatus), hermafrodita protogínica, BP.TT
08/04775-9 - Inversão sexual e conservação de Serranídeos: viabilidade na utilização de inibidores de aromatase e monitoramento histofisiológico durante a inversão do sexo da garoupa (Epinephelus marginatus), hermafrodita protogínico, BP.TT
Assunto(s):Fisiologia da conservação  Peixes  Serranidae  Endocrinologia  Transtornos do desenvolvimento sexual  Reprodução induzida em peixes  Aromatase  Hormônios esteroides gonadais 

Resumo

A inversão do sexo em peixes hermafroditas sequenciais ocorre em decorrência de diversos fatores, dentre eles, fisiológicos, genéticos e comportamentais, ou ainda decorrente do comportamento social. Nos peixes hermafroditas marinhos as alterações sexuais são acompanhadas por alterações anato-funcionais das gônadas, coloração e comportamento. A utilização dos inibidores de aromatase promove uma inibição da síntese dos estrogênios gonadais, acompanhados por uma degeneração de oócitos ovarianos e uma indução na síntese de testosterona com subseqüente proliferação de células germinativas espermatogênicas, determinando a inversão sexual em algumas espécies protogínicas. Considerando-se os resultados positivos com esses inibidores, esta sendo proposta a sua utilização em uma espécie de Serranídeo da fauna nativa, a garoupa verdadeira, E. marginatus, haja vista a dificuldade que ocorre atualmente com a reprodução desta espécie, que sendo protogínia, apresenta grandes dificuldades na manutenção de indivíduos do sexo masculino em seus cardumes e encontra-se na lista de espécies sobrexplotadas. Torna-se evidente a importância do estudo das alterações histofisiológicas de tecidos endócrinos durante a inversão sexual nesta espécie, utilizando um inibidor da enzima aromatase. O aprimoramento desta técnica e o conhecimento da base fisiológica das alterações serão considerados como requisitos para a produção de machos em cativeiro, a serem utilizados em reprodução induzida e repovoamento. O padrão de secreção das gonadotropinas, assim como as alterações histomorfológicas nás gônadas, determinando as estruturas e células testiculares marcadoras na transição dos ovários para os testículos, serão consideradas durante o processo de inversão sexual. Os esteróides gonadais serão investigados como possíveis indicadores fisiológicos do sexo e estádio de maturação. (AU)