Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do endotelio no efeito do estrogenio conjugado equino (premarin) e de seus componentes em micro e macrovasos de ratas geneticamente hipertensas (shr)

Resumo

A doença cardiovascular (DCV) é a principal causa de morbidade e mortalidade em mulheres na pós-menopausa. Isso se deve principalmente à diminuição dos níveis de estrógenos que ocorre nesse período. Embora estudos observacionais mostrem redução de até 50% no risco para DCV em mulheres na pós-menopausa usuárias de terapia de reposição hormonal (TRH), os resultados de estudos prospectivos e randomizados não confirmaram os benefícios cardioprotetores deste tratamento (HERS e WHI). Entretanto, esses estudos sofrem críticas quanto a alguns aspectos, como por exemplo, a seleção de pacientes, que incluiu mulheres com idade em média uma década superior àquela em que normalmente a TRH é recomendada. Portanto, ainda há necessidade de novos estudos clínicos e experimentais com intuito de estabelecer se os efeitos da TRH são benéficos ou não para o sistema cardiovascular. As ações benéficas do estrógeno sobre este sistema envolvem efeitos diretos sobre os vasos sangüíneos, relacionados à função endotelial, e indiretos, associados com o perfil metabólico glicídico e lipídico. O efeito do estradiol sobre o sistema cardiovascular de mulheres na pós-menopausa e em animais ovariectomizados tem sido extensamente estudado, entretanto pouco se sabe sobre o mecanismo de ação do Premarin (estrogênios conjugados eqüinos - fármaco constituído de 10 diferentes compostos estrogênicos amplamente utilizado na TRH) sobre a função vascular e metabólica. A célula endotelial e o sistema renina-angiotensina (SRA) exercem papel importante na regulação da função cardiovascular, sendo que este último participa ainda de processos relacionados ao metabolismo glicêmico, alterados na menopausa. Portanto, o objetivo deste projeto será avaliar a mecanismo de ação isolada de alguns compostos presentes no Premarin em anéis de artérias mesentéricas de resistência e estudar o efeito do tratamento com esse medicamento na reatividade da aorta (in vitro), a agentes vasoconstritores e vasodilatadores bem como sobre o perfil metabólico de fêmeas SHR, investigando a participação do endotélio e do SRA nesses parâmetros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, TIAGO J.; CERAVOLO, GRAZIELA S.; ECHEM, CINTHYA; HASHIMOTO, CAROLINA M.; COSTA, BEATRIZ P.; SANTOS-EICHLER, ROSANGELA A.; OLIVEIRA, MARIA APARECIDA; JIMENEZ-ALTAYO, FRANCESC; AKAMINE, ELIANA H.; PAULA DANTAS, ANA; CARVALHO, MARIA HELENA C. Detrimental Effects of Testosterone Addition to Estrogen Therapy Involve Cytochrome P-450-Induced 20-HETE Synthesis in Aorta of Ovariectomized Spontaneously Hypertensive Rat (SHR), a Model of Postmenopausal Hypertension. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 9, MAY 8 2018. Citações Web of Science: 3.
VILLELA DANTAS, ANA PAULA; FORTES, ZULEICA BRUNO; CATELLI DE CARVALHO, MARIA HELENA. Vascular Disease in Diabetic Women: Why Do They Miss the Female Protection?. Experimental Diabetes Research, 2012. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.