Busca avançada
Ano de início
Entree

Propriedades magnéticas de pós nanoestruturados, nanofios e filmes finos baseados em ligas de FeRh

Processo: 09/02348-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2009 - 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Daniel Reinaldo Cornejo
Beneficiário:Daniel Reinaldo Cornejo
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais magnéticos  Ligas metálicas  Nanocristais  Filmes finos  Nanofios  Transição de fase 

Resumo

Ligas de FeRh, perto da composição equiatômica, apresentam a característica incomum de uma transição de fase magnetoestrutural de primeira ordem, na qual o composto passa de um estado antiferromagnético para outro ferromagnético, a uma temperatura crítica próxima da temperatura ambiente. A temperatura crítica é fortemente dependente do campo magnético externo aplicado, da pressão, e da composição da liga, entre outros parâmetros. Estudos recentes mostram que, devido ao seu alto efeito magnetocalórico, este composto é um bom candidato para aplicações em refrigeração magnética. Também, ímãs heterogêneos baseados em FeRh apresentam melhoramento da remanência e da coercividade, características que o tornam um potencial exchange-spring magnet. Este projeto propõe a preparação, caracterização estrutural e estudo das propriedades magnéticas de pós nanocristalinos de FeRh, FeRh+a-Fe e FeRh+Ni por mechanical alloying em moinhos de alta energia; filmes finos de FeRh, FeRh/a-Fe, FeRh/Py, FeRh/SmCo via sputtering; e filmes e nanofios de FeRh, eletrodepositados em membranas nanoporosas de alumina e policarbonato. Dar-se-á ênfase ao estudo dos efeitos da dimensionalidade na transição de fase antiferro-ferromagnética nos sistemas preparados, das propriedades de exchange-bias e de exchange-spring magnets em sistemas heterogêneos baseados na liga FeRh e das respostas dinâmicas destes sistemas, especialmente magnetorresistência (AU)