Busca avançada
Ano de início
Entree

Diagnóstico sócio-ambiental da atividade de mineração na zona Norte da região metropolitana de São Paulo: relacionamento com a comunidade e o poder público

Processo: 08/51271-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2008 - 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Minas
Pesquisador responsável:Denise de La Corte Bacci Toledo
Beneficiário:Denise de La Corte Bacci Toledo
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Aprendizado social  Educação ambiental  Mineração  Perus (SP)  Monitoramento ambiental  Conflito social 

Resumo

Os agregados para a construção civil representam um importante indicador do perfil sócio-econômico de desenvolvimento de um país. Destacam-se como indicador da qualidade de vida da população e de crescimento econômico de uma região com relação à infra-estrutura (hospitais, escolas, saneamento básico, pavimentação e construção de rodovias, vias públicas, ferrovias, hidrovias, portos, aeroportos) e pela ampliação do parque imobiliário e das instalações industriais. As atividades de mineração, responsáveis pela produção desses bens minerais, em particular as pedreiras em áreas urbanas, geram impactos ambientais ao meio físico, podem causar danos às construções civis e desconforto à população que vive no entorno desses empreendimentos, gerando conflitos sócio-ambientais. A Região Metropolitana de São Paulo é a maior região produtora e consumidora de agregados do país estando, portanto, sujeita a inúmeros conflitos que se refletem no uso e ocupação do meio físico, nas relações sócio-ambientais entre mineradoras e comunidade, nas relações de caráter legal entre mineradoras e o poder público e na geração de desconforto ambiental. Este projeto tem como objetivos realizar diagnósticos sócio-ambientais da atividade mineraria nas pedreiras em Perus, região norte do município de São Paulo, qualificando-os com informações biofísicas, econômicas, sociais e legais, com vistas a identificar responsabilidades e competências no processo minerário e nos conflitos sociais e ambientais. Como resultado pretende-se propor caminhos para uma convivência negociável entre mineradores e comunidade, com base no respeito ao homem e à natureza, no desenvolvimento do potencial humano e na capacidade de usufruir deste potencial, através de posições políticas, de práticas democráticas e de mudanças institucionais, usando metodologias de avaliação de impacto ambiental, da aprendizagem social e da educação ambiental critica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BACCI, DENISE DE LA CORTE; RAMOS DE GODOI DINIZ, TANIA MARIA. Mining in urban areas: methodological proposal for the identification and mediation of socio-environmental conflicts. Rem: Revista Escola de Minas, v. 66, n. 3, p. 369-374, JUL-SEP 2013. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.