Busca avançada
Ano de início
Entree

Subprojeto 1: tranportador ABC e resistência a benznidazol em Trypanosoma cruzi. Subprojeto 2: produção do fitormônio ácido indolil acético (AIA) em Phytomonas serpens

Processo: 10/50957-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Bianca Silvana Zingales
Beneficiário:Bianca Silvana Zingales
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):10/12464-3 - Clonagem do gene TcABCG1 de cepas Trypanosoma Cruzi e análise de SNPs (singles nucleotide polymorphisms, BP.TT
Assunto(s):Doença de Chagas  Trypanosoma cruzi  Transportadores de cassetes de ligação de ATP  Expressão gênica 

Resumo

Este projeto é constituído por dois subprojetos que representam a continuidade de estudos financiados pela FAPESP. No subprojeto 1 pretendemos investigar o envolvimento de um transportador ABC na resistência natural de isolados de Trypanosoma cruzi a benznidazol (BZ), um dos dois compostos utilizados no tratamento da doença de Chagas. Diferenças geográficas no sucesso terapêutico foram atribuídas a diferenças de suscetibilidade a BZ das cepas infectantes. Evidências obtidas por nosso grupo, utilizando microarranjos de DNA e RT-PCR em tempo real, sugerem que um transportador ABC de T. cruzi, pertencente à subfamília G, TcABCG1, esteja envolvido no processo. São objetivos do subprojeto: (i) clonar e sequenciar o gene TcABCG1 de cepas sensíveis e resistentes a BZ, visando verificar a possível presença de SNPs e determinar seu número de cópias no genoma das cepas; (ii) analisar a ação de inibidores de transportadores ABC na redução da resistência a BZ; (iii) verificar se a superexpressão do gene TcABCG1 aumenta a resistência a BZ e nifurtimox. O subprojeto 2 tem por objetivo comprovar a produção do fitormônio ácido indolil acético (AIA) em Phytomonas serpens e investigar sua funcionalidade. Neste fitoprotozoário caracterizamos um gene que apresenta elevada similaridade com indolpiruvato descarboxilases (IPDCs) bacterianas e com putativas piruvato/IPDCs de Leishmania. Este gene não apresenta ortólogos em T. cruzi e T. brucei. A IPDC está na via de biossíntese de AIA, um dos hormônios vegetais mais importantes. Além da caracterização da presença de AIA e seus intermediários em meio de cultura condicionado de P. serpens e L. major, determinaremos alguns parâmetros cinéticos da reação enzimática nos dois organismos e na proteína recombinante TcABCG1, visando verificar a possibilidade de que a enzima seja bifuncional com atividade de piruvato descarboxilase e indolpiruvato descarboxilase. Finalmente, pretendemos investigar a funcionalidade do fitormônio produzido por P. serpens em experimentos clássicos de fisiologia vegetal. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
IENNE, SUSAN; FRESCHI, LUCIANO; VIDOTTO, VANESSA F.; DE SOUZA, TIAGO A.; PURGATTO, EDUARDO; ZINGALES, BIANCA. Auxin production by the plant trypanosomatid Phytomonas serpens and auxin homoeostasis in infected tomato fruits. Parasitology, v. 141, n. 10, p. 1299-1310, SEP 2014. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.