Busca avançada
Ano de início
Entree

Eletroforese bidimensional como uma ferramenta fundamental em análise proteômica.

Resumo

O conhecimento do genoma de um organismo não fornece informações completas sobre as proteínas que ele expressa, pois, através do fenômeno de splicing, proteínas diferentes podem ser produzidas pela alteração do comando de um mesmo gene. Desse modo, o mRNA e o cDNA passaram a ser o principal foco de estudo para a obtenção de informações sobre a expressão protéica, sendo este denominado transcriptoma. Posteriormente, com a descoberta das modificações pós-traducionais em organismos eucariotos, surgiu a necessidade de desenvolver técnicas de análise de proteínas para complementar as informações obtidas a partir da genômica e da transcriptômica. Nesse contexto, surge a análise proteômica como um conjunto de técnicas com alto poder de separação e identificação de proteínas em amostras biológicas. Como a expressão de proteínas num organismo é dinâmica, ou seja, varia de acordo com as condições ambientais nas quais ele está submetido, o estudo do seu proteoma permite a comparação dos níveis de expressão em ambientes differentes. Assim, a análise proteômica se estabeleceu como um poderoso conjunto de técnicas que permitem:; a busca de biomarcadores para se ter diagnósticos mais rápidos e eficientes para muitas doenças com o desenvolvimento de novas drogas; o entendimento do mecanismo biológico de rotas metabólicas; e acompanhar a resposta biológica que um doente dá quando em tratamento. A importância e a utilidade da análise proteômica para resolução de problemas biológicos complexos fazem com que o estudo e o aperfeiçoamento das técnicas envolvidas seja muito relevante para o desenvolvimento de novos conhecimentos bioquímicos. A eletroforese em gel bidimensional (2DE) juntamente com a espectrometria de massas são ferramentas indispensáveis para se iniciar um trabalho que envolva análise proteômica. Assim, este projeto objetiva a aquisição de material necessário para o desenvolvimento de vários trabalhos nessa área com a formação de recursos humanos (ainda excasos) para fortalecer o desenvolvimento desse novo ramo da química bioanalítica dentro do nosso Grupo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MENEGOCI EUGENIO, PATRICIA DE FATIMA; ASSUNCAO, NILSON ANTONIO; SCIANDRA, FRANCESCA; AQUINO, ADRIANO; BRANCACCIO, ANDREA; CARRILHO, EMANUEL. Quantification, 2DE analysis and identification of enriched glycosylated proteins from mouse muscles: Difficulties and alternatives. ELECTROPHORESIS, v. 37, n. 2, p. 321-334, JAN 2016. Citações Web of Science: 0.
FRAIGE, KARINA; GONZALEZ-FERNANDEZ, RAQUEL; CARRILHO, EMANUEL; JORRIN-NOVO, JESUS V. Metabolite and proteome changes during the ripening of Syrah and Cabernet Sauvignon grape varieties cultured in a nontraditional wine region in Brazil. JOURNAL OF PROTEOMICS, v. 113, p. 206-225, JAN 15 2015. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.