Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa de leishmania sp. em lesoes cutaneas de felinos do municipio de aracatuba, sao paulo, area endemica para leishmaniose visceral americana (lva).

Processo: 09/52812-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2009 - 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Mary Marcondes
Beneficiário:Mary Marcondes
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Zoonoses  Gatos  Leishmaniose visceral 

Resumo

A leishmaniose visceral, também conhecida como Calazar, é uma enfermidade causada por protozoários do gênero Leishmania, que acomete populações dos cinco continentes, com aproximadamente 12 milhões de indivíduos acometidos no mundo todo. Na América Latina já foi identificada em 12 países, sendo que 90% dos casos encontram-se Brasil. Nos últimos anos chama a atenção não só a dispersão geográfica da enfermidade no Brasil, mas principalmente o aumento da taxa de letalidade em indivíduos acometidos. Nesse contexto, o Ministério da Saúde tem buscado controlar a doença por meio de ações contra o flebótomo transmissor e eliminação de cães infectados, considerados os principais reservatórios domésticos desta zoonose. Recentemente algumas pesquisas e relatos de casos têm apontado o gato doméstico como potencial reservatório no ambiente doméstico, o que vem gerando preocupação crescente entre os agentes de saúde, uma vez que a ascensão da popularidade dessa espécie é evidente nos últimos anos. Estudos recentes demonstraram que a pesquisa de anticorpos anti-Leishmania sp no soro de felinos não é um método eficaz de identificação de animais infectados, como acontece nos cães. Os sintomas da doença nos gatos, assim como nos cães, são inespecíficos e incluem alterações dermatológicas, muito freqüentes na leishmaniose visceral canina, detectadas em aproximadamente 90% dos casos. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivos pesquisar a presença de formas amastigotas de Leishmania sp. em lesões cutâneas de gatos domésticos e, nos casos positivos, tentar identificar a espécie de leishmania envolvida. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VIDES, JULIANA PELOI; SCHWARDT, TATIANNA FRATE; VICENTE SOBRINHO, LUDMILA SILVA; MARINHO, MARCIA; LAURENTI, MARCIA DALASTRA; BIONDO, ALEXANDER WELKER; LEUTENEGGER, CHRISTIAN; MARCONDES, MARY. Leishmania chagasi infection in cats with dermatologic lesions from an endemic area of visceral leishmaniosis in Brazil. Veterinary Parasitology, v. 178, n. 1-2, p. 22-28, MAY 31 2011. Citações Web of Science: 32.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.