Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de diferentes tempos de condicionamento e condições de armazenamento na resistência a flexão de cerâmicas ácido sensíveis

Resumo

As cerâmicas podem ser utilizadas como coroas livres de metal, pois alcançaram resistência suficiente para resistir às cargas funcionais. O objetivo neste estudo será avaliar a resistência à flexão de 500 barras cerâmica, 250 de cerâmica feldspática Vm7 e 250 de cerâmica de dissilicato de lítio IPS e.max CAD. Após diferentes tempos de condicionamento com ácidos fluorídrico, as amostras serão submetidas a diferentes protocolos de envelhecimento: ciclagem térmica, ciclagem mecânica, ciclagem termo/mecânica e ciclagem intra-bucal. Para isso serão confeccionadas barras cerâmicas com dimensões de 13 mm x 2 mm x 1,5 mm. As 50 barras de cada grupo serão distribuídas em 5 subgrupos com 10 amostras cada (n=10), de acordo com o tempo de condicionamento que receberão. Os grupos serão condicionados com ácido fluorídrico a 9,5%, variando os tempos entre 20, 30, 40, 60 e 90 segundos. Após o preparo das amostras, o grupo da termociclagem será submetido a 50.000 ciclos; o grupo da ciclagem mecânica receberá 1.200.000 ciclos; e o grupo da ciclagem intra-bucal será mantido no meio bucal por 30 dias, através de dispositivo individualizado. Após os ciclos, as amostras serão submetidas ao teste de resistência à flexão, em uma máquina de ensaio universal EMIC, com velocidade de 0,5mm/min. Os valores médios serão submetidos a análise estatística compatível com os resultados (AU)