Busca avançada
Ano de início
Entree

Restauração inlays cerâmicas em pré-molares: efeito da estratégia de cimentação e da ciclagem mecânica na resistência adesiva entre dentina e restauração

Processo: 10/50449-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2010 - 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Luiz Felipe Valandro
Beneficiário:Luiz Felipe Valandro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOSJC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Restauração dentária  Resistência de união (odontologia)  Cimentos dentários  Porcelana dentária  Fractografia 

Resumo

As tensões geradas pelas cargas oclusais são as principais causas das falhas das restaurações inlays. O objetivo desse estudo é avaliar a resistência de união entre dentina e restauração cerâmica, em função da estratégia de cimentação das restaurações e da ciclagem mecânica em inlays cerâmicas injetáveis. Para isso, 60 pré-molares superiores íntegros receberão preparos MOD, serão moldados, e restaurações inlays serão confeccionadas. Os espécimes serão divididos em 3 grupos (N=20): Grupo 1: cimentação convencional (adesivo em dentina e condicionamento da cerâmica, usando sistema adesivo e cimento resinoso convencional), Grupo 2: cimentação simplificada (nenhum condicionamento da dentina e da cerâmica, usando um cimento resinoso simplificado), Grupo 3: cimentação simplificada modificada (apenas com condicionamento da cerâmica). Metade dos espécimes de cada grupo será sem ciclagem (controle). A outra metade será submetida à ciclagem mecânica, aplicando-se carga sobre as cúspides simulando in vitro 12 anos de serviço clínico aproximadamente. Então, os espécimes serão seccionados em 2 eixos, para se obter corpos de prova: dentina vestibular -restauração - dentina lingual, com área interfacial de Imm2, que serão submetidos ao teste de microtração (0.5mm/min). A origem das possíveis fraturas será determinada por fractografia com auxílio de um microscópio óptico e eletrônico de varredura. Além disso, para avaliar a distribuição das tensões geradas pelas cargas oclusais, um modelo de elemento finite tridimensional será realizado com o auxílio de recursos Computer Aided Design. As análises estatísticas dos dados a serem aplicadas serão designadas posteriormente. (AU)