Busca avançada
Ano de início
Entree

Sanidade e segurança alimentar do pescado tilápias-do-Nilo (Oreochromis niloticus) produzido em sistema de tanques-rede no reservatório de Chavantes, SP

Processo: 08/58792-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2009 - 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Reinaldo José da Silva
Beneficiário:Reinaldo José da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Oreochromis niloticus  Sanidade  Tanques-rede  Segurança alimentar 

Resumo

É fato comprovado que as pisciculturas enfrentam atualmente diversos problemas relacionados à sanidade dos animais em cativeiro, o que tem gerado perdas significativas na produção. Por outro lado, é de extrema importância avaliar a qualidade do produto oriundo das pisciculturas e que é destinado ao consumo humano, haja vista a possibilidade de contaminação por praguicidas e agentes microbiológicos. O objetivo da presente proposta é avaliar a sanidade do pescado (Oreochromis niloticus) criados em sistema de tanques-rede, desde a fase de alevinagem até a despesca, no reservatório de Chavantes (médio rio Paranapanema, SP/PR), bem como aspectos de segurança alimentar envolvendo a produção nesse sistema. Especificamente, pretende-se determinar a freqüência, intensidade de infecção e abundância dos principais ectoparasitas em piscicultura: trematódeos monogenéticos, protozoários ciliados do gênero Trichodina, Ichthyophthirius multifilis e de mixosporideos do gênero Henneguya; avaliar a presença de bactérias patogênicas em peixes desse sistema de cultivo; avaliar os níveis de praguicidas e metais potencialmente tóxicos em tecidos dos peixes em cultivo; avaliar aspectos bacteriológicos e toxicológicos em amostras de água e ração do sistema de produção; mensurar variáveis abióticas (fatores físico-químicos) e hidrológicas, tais como: oxigênio dissolvido; temperatura da água; pH; condutividade elétrica, transparência da água; precipitação mensal acumulada e nível fluviométrico, correlacionando-os com os níveis de parasitismo e bacteriológicos; e monitorar algumas variáveis zootécnicas, como ganho de peso, taxa de conversão alimentar, mortalidade e produção do pescado. Desta forma, espera-se com o presente estudo possa dar subsídios para ordenamento dessa importante atividade do agro-negócio no contexto da sanidade, segurança alimentar e sustentabilidade ambiental desse processo produtivo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAMOS, I. P.; FRANCESCHINI, L.; ZICA, E. O. P.; CARVALHO, E. D.; SILVA, R. J. The influence of cage farming on infection of the corvine fish Plagioscion squamosissimus (Perciformes: Sciaenidae) with metacercariae of Austrodiplostomum compactum (Digenea: Diplostomidae) from the Chavantes reservoir, Sao Paulo State, Brazil. JOURNAL OF HELMINTHOLOGY, v. 88, n. 3, p. 342-348, SEP 2014. Citações Web of Science: 4.
RAMOS, IGOR P.; BRANDAO, HELENO; ZANATTA, AUGUSTO S.; ZICA, ERICA DE O. P.; DA SILVA, REINALDO J.; DE REZENDE-AYROZA, DAERCY M. M.; CARVALHO, EDMIR D. Interference of cage fish farm on diet, condition factor and numeric abundance on wild fish in a Neotropical reservoir. Aquaculture, v. 414, p. 56-62, NOV 15 2013. Citações Web of Science: 8.
RAMOS, IGOR PAIVA; FRANCESCHINI, LIDIANE; ZAGO, ALINE CRISTINA; PENHA ZICA, ERICA DE OLIVEIRA; WUNDERLICH, ALISON CARLOS; CARVALHO, EDMIR DANIEL; DA SILVA, REINALDO JOSE. New host records and a checklist of fishes infected with Austrodiplostomum compactum (Digenea: Diplostomidae) in Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 22, n. 4, p. 511-518, OCT-DEC 2013. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.