Busca avançada
Ano de início
Entree

Epidemiologia das infestações por Oestrus ovis em ovinos criados em Botucatu e influência da raça ovina no parasitismo

Processo: 08/53494-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Alessandro Francisco Talamini Do Amarante
Beneficiário:Alessandro Francisco Talamini Do Amarante
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ovinos  Helminthes  Resposta imune  Epidemiologia 

Resumo

Devido ao aumento da população ovina no Estado de São Paulo e devido ao registro cada vez mais freqüente de ovinos com sintomatologia clínica de oestrose, realizar-se-á este trabalho que terá por objetivos avaliar a variação sazonal das infestações por Oestrus ovis em ovinos, bem como avaliar a influência da raça ovina no parasitismo e a interação entre a oestrose e as nematodioses em animais expostos, respectivamente, a infestações e infecções naturais pelos referidos parasitas. Para isso, serão realizados dois experimentos: no Experimento I, mensalmente, de abril de 2008 a março de 2011, dois ovinos livres de infestações serão mantidos em pastagem por 28 dias junto com um rebanho ovino, e logo após esse período os animais serão abatidos para recuperação dos diferentes instares das larvas de O. ovis, os quais serão quantificados. No Experimento II será avaliada comparativamente a resistência de cordeiros de duas raças ovinas (Ile de France e Santa Inês) contra infestações naturais por O. ovis, bem como será determinada a associação entre a ocorrência deste parasita com as infecções naturais por nematódeos gastrintestinais. Para isso, exames parasitológicos, coproparasitológicos, histológicos e imunológicos serão realizados. Todas as análises estatísticas serão realizadas com a utilização do programa MiniTab, versão 11. A comparação entre as raças será feita por análise de variância com os dados transformados (log (x+1)). A associação da infestação por O. ovis e a carga helmíntica será realizada através da correlação de Spearman. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
WILMSEN, MAURICIO ORLANDO; SILVA, BRUNA FERNANDA; BASSETTO, CESAR CRISTIANO; TALAMINI DO AMARANTE, ALESSANDRO FRANCISCO. Gastrointestinal nematode infections in sheep raised in Botucatu, state of Sao Paulo, Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 23, n. 3, p. 348-354, JUL-SEP 2014. Citações Web of Science: 7.
SILVA, B. F.; BASSETTO, C. C.; AMARANTE, A. F. T. Immune responses in sheep naturally infected with Oestrus ovis (Diptera: Oestridae) and gastrointestinal nematodes. Veterinary Parasitology, v. 190, n. 1-2, p. 120-126, NOV 23 2012. Citações Web of Science: 8.
DA SILVA, BRUNA FERNANDA; BASSETTO, CESAR CRISTIANO; TALAMINI DO AMARANTE, ALESSANDRO FRANCISCO. Epidemiology of Oestrus ovis (Diptera: Oestridae) in sheep in Botucatu, State of Sao Paulo. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 21, n. 4, p. 386-390, OCT-DEC 2012. Citações Web of Science: 11.
SILVA, B. F.; BASSETTO, C. C.; SHAW, R. J.; CANAVESSI, A. M. O.; AMARANTE, A. F. T. Parasitism by Oestrus ovis: Influence of sheep breed and nematode infections. Veterinary Parasitology, v. 186, n. 3-4, p. 437-444, MAY 25 2012. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.