Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil genético e fenotípico de Staphylococcus sp. isolados de mastite clínica e subclínica

Resumo

A mastite é uma inflamação da glândula mamária, geralmente causada por infecção bacteriana, causando as maiores perdas econômicas na bovinocultura leiteira, devido à redução na produção de leite e de sua qualidade, aumento do uso de medicamentos e morte dos animais. Existem muitos microrganismos responsáveis pela mastite bovina, mas Staphylococcus aureus e S. epidermidis permanecem como os mais comumente isolados, em casos de mastites clinicas, subclinicas e crônicas. São vários os fatores de virulência envolvidos nessa patogênese, principalmente a produção de biofilmes, podendo explicar a cronicicidade da infecção. A presença constante desses microrganismos pode ocasionar a seleção de cepas resistentes, além de ser um perigo no momento da ordenha, pois o leite contaminado pode causar intoxicações, devido à ingestão de enterotoxinas pré-formadas. Assim, o objetivo do trabalho é determinar o perfil genético de 100 cepas de Staphylococcus sp isolados a partir do leite de vacas com mastite (clínica ou subclinica) e mais 100 cepas de vacas saudáveis, quanto à presença de genes que codificam para a produção de enterotoxinas e de biofilmes, além de genes de resistência à determinados antibióticos. A partir das cepas geneticamente positivas para esses genes específicos, será realizadas provas para a observação fenotípica da expressão desses genes. (AU)